Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Jerônimo Junio/ Portal 730
manifestacao
Sindicatos, motoristas de aplicativos e donos de transportadoras de combustíveis, realizaram uma manifestação contra os aumentos no preço da gasolina e do etanol, em Goiânia e região metropolitana.

Um levantamento feito pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e divulgado no sábado (11), mostrou que o valor médio do litro da gasolina em Goiânia – R$ 4,435 – é o mais caro entre as capitais brasileiras.

O preço alto dos combustíveis impacta diretamente o trabalho de motoristas de aplicativos, além de prejudicar financeiramente empresas transportadoras. O líder dos manifestantes, Neto Samora, disse que durante a manifestação, foi inviabilizada a entrada e a saída de caminhões das distribuidoras em Senador Canedo.

Divino Nerivan é dono de uma transportadora de combustíveis em Senador Canedo. Ele esclarece se as empresas de transportes têm ou não participação no reajuste dos preços do etanol e da gasolina.

Já o motorista de aplicativo, Wendell Oliveira, detalhou as dificuldades que os profissionais têm enfrentado por causa do aumento.

Segundo os manifestantes, em Senador Canedo as entradas de cinco distribuidoras foram bloqueadas. Em Goiânia, outras duas entradas foram bloqueadas temporariamente.  

Do repórter Jerônimo Junio

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757