Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Reprodução/ Internet
reusoagua
A Escola Municipal Dona Belinha, localizada na Vila Isaura, recebeu na tarde desta quinta-feira (09), alunos da Universidade Federal de Goiás (UFG) que desenvolveram o projeto “Acquondicionado”. A proposta foi elaborada durante a Olimpíada do Empreendedorismo Universitário, promovida pela faculdade, com a participação de todos os cursos, e aplicada na escola como um projeto social.

Durante os últimos dez dias, os alunos desenvolveram um equipamento para reaproveitar a água dispensada pelos 12 aparelhos de ar condicionado existentes na instituição. Com cano PVC, parafusos, braçadeiras, cola, torneiras, tampas, mangueiras de silicone e lixas, o grupo de 4 universitários montou 12 peças com a ajuda dos alunos da escola.

A Ana Gabrielly Gonçalves de Sousa, 9 anos, participou de todo o processo e contou o que aprendeu: “Achei uma ideia muito legal. A água estava caindo no chão, sendo desperdiçada e agora não está mais. É importante economizar e principalmente reaproveitar a água, que está acabando no mundo. Na casa da minha tia, por exemplo, estava sem água nos últimos dias. Então, temos que tomar mais cuidado”, afirmou.

O diretor da escola, Samuel Esteves da Silva Neto, abraçou a ideia do projeto e ficou satisfeito com os resultados. “Achei fantástico! Sempre pensei em uma forma de reaproveitar essa água. Por mais que pareça pouco, o volume final é grande. Agora, utilizamos verdadeiramente a água para lavar banheiros, corredores da escola, molhar a horta. Este método poderia ser utilizado por muitas escolas, grandes empresas e outras instituições públicas. Tem grande potencial”, ressaltou.

Segundo a aluna do curso de Engenharia Civil, Nathália De Podesta, o grupo também está muito feliz com a realização do projeto e, principalmente, com o envolvimento dos alunos. “Estamos vivendo uma crise hídrica. Então, pensamos em uma forma de reaproveitamento de água. O nosso objetivo era trazer essa conscientização para as crianças de uma forma prática e nós conseguimos, pois eles aprenderam e, hoje, a escola utiliza a água, que antes era inutilizada, para várias finalidades. Estamos felizes por ter dado tudo certo”, comemorou.

Além dos equipamentos, os alunos, que são também dos cursos de Agronomia, Ciências Ambientais e Biotecnologia, elaboraram uma cartilha para colorir contendo orientações sobre o consumo da água e como produzir a peça de reaproveitamento. Momentos lúdicos com músicas e oficina de plantio de mudas também foram promovidos dentro da proposta na escola. Todo o projeto foi realizado com patrocínio de parceiros e, em partes, custeado pelos próprios universitários.

Da prefeitura de Goiânia

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757