Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Daniel Vilela (Foto: Portal 730)
daniel
O deputado federal e presidente regional do PMDB, Daniel Vilela, concedeu uma entrevista exclusiva à Rádio 730 nesta sexta-feira (10). Na ocasião, ele praticamente descartou a possibilidade de aliança entre PT e PMDB em Goiás.

Com a pré-candidatura de Daniel Vilela ao governo definida, o PMDB busca nomes que poderiam compor o restante da chapa majoritária. Para algumas lideranças peemedebistas a candidatura de Daniel é irreversível. No entanto, outros membros da sigla defendem que o partido faça pesquisas qualitativas e quantitativas no ano que vem para decidir quem seria o político mais indicado para unir os partidos da oposição em candidatura já no primeiro turno. 

Questionado sobre as conversas em andamento, Vilela disse que uma aliança entre PT e PMDB não deve se concretizar. “Todo mundo que queira participar de um projeto antagônico ao atual grupo político que governa o estado de Goiás é bem-vindo. Mas hoje eu vejo com muita cautela essa possibilidade de uma aliança com o PT. Acho que estamos muito mais distantes de uma aliança do que próximos de uma aliança”, revela.

Em entrevista à Rádio 730, o deputado federal Rubens Otoni (PT), uma das principais lideranças petistas no estado, disse que a legenda só vai se aliar aos partidos que apoiarem a candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva à presidência. Daniel Vilela, por sua vez, votou a favor do arquivamento da denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB) pelo crime de corrupção, indo na contramão dos interesses do PT.

Questionado a respeito das consequências de seu posicionamento, o deputado afirmou que questões nacionais não devem interferir no resultado da eleição para governador em 2018. “A História nos mostra que os goianos não associam o cenário nacional com o cenário regional. Acredito que no ano que vem isso continuará, será mantido. O debate se dará em razão da necessidade de mudança de governo em Goiás”, reflete.

Acompanhe a reportagem completa:

 

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757