Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Maguito Vilela (Foto: Portal 730)
maguito
O ex-governador de Goiás e ex-prefeito de Aparecida, Maguito Vilela (PMDB), defendeu nesta quarta-feira (18), em entrevista concedida com exclusividade à Rádio 730, a união dos membros da oposição nas próximas eleições.

Em relação ao pleito do ano que vem, Maguito confirmou que não pretende disputar cargos e disse que seu filho, o deputado federal Daniel Vilela (PMDB), tem condições de concorrer com o principal pré-candidato da base, José Eliton (PSDB). “Ele (Daniel Vilela) tem todas as condições. O José Eliton também é um bom candidato. Não tem ninguém melhor do que ninguém nas pré-candidaturas. Todos estão nivelados. O Caiado tem experiência também”, analisa.

Questionado sobre as últimas derrotas da oposição, no que tange às eleições para o governo do estado, o ex-governador reiterou que os oposicionistas precisam se unir e conciliar interesses. “É falta de alianças, de compreensão, de somar. Em 2006, o PMDB deixou de se aliar ao PT e eu perdi a eleição. Eu teria ganho aquela eleição no primeiro turno se o PT tivesse me apoiado, pois teria mais tempo na televisão e militância”, destaca.

No cenário político nacional, o ex-prefeito de Aparecida disse que o governo Temer, apesar de impopular, tem tido alguns acertos. “Não tem aprovação, mas ele (Temer) está procurando fazer o certo. Não está dando certo porque mesmo tendo uma excelente equipe econômica, não tem uma boa equipe política”, avalia.

Além disso, Maguito disse não se arrepender da aliança com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). “Ninguém nem sabe se o Lula será candidato em 2018, os processos contra ele e outros políticos ainda estão sendo apurados. Sou amigo do Lula, da ex-presidente Dilma, do governador Marconi, não existe problema político comigo não. Você tem que ser amigo para beneficiar o seu estado”, afirma.

Acompanhe a entrevista completa:

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757