Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Reprodução/ Internet
fatimamrue
A secretária de Saúde de Goiânia, Fátima Mrué, afirmou neste sábado (14), durante o mutirão da região noroeste, que o atendimento nas unidades de saúde vai melhorar.

Mrué tem promovido uma série de mudanças na Saúde. Tais decisões deixaram parte da população insatisfeita, sentimento compartilhado por alguns vereadores, que reclamam de um possível distanciamento entre o Paço e a Câmara. Apesar das críticas, a secretária declarou que não pretender deixar o cargo.

Nestes primeiros nove meses da gestão do prefeito Iris Rezende (PMDB), Mrué determinou reformas infraestruturais em Centros de Assistência Integrada à Saúde (Cais) e Centros Integrados de Assistência Médico-Sanitária (Ciams).

A prefeitura também rompeu o contrato com o Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idetech) e reassumiu a administração da Central de Regulação de Vagas de Goiânia. 

Além disso, o Executivo municipal cortou a verba complementar destinada ao pagamento de 38 procedimentos contratados da iniciativa privada pelo poder público. Segundo a secretária, o corte não prejudicará os pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

Sem o subsídio da prefeitura, o valor pago à inciativa privada pelos procedimentos diminuiu cerca de 87%. Com isso, clínicas e hospitais particulares poderão deixar de atender pacientes do SUS.

Com informações do repórter Jerônimo Junio

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757