Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Reprodução/ Internet
camaramunicipal
Apesar de ainda não ter recebido o projeto de Lei aprovado pela Câmara Municipal que proíbe a aplicação de reajuste no Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) - determinado desde 2015 - o prefeito de Goiânia Iris Rezende (PMDB) garantiu que vetará a matéria.

O texto, de autoria do vereador Elias Vaz (PSB), define aumento para imóveis com valor venal acima de R$ 200 mil e teve 31 votos favoráveis, entre 35 vereadores, e nenhum contrário.

A base do prefeito buscará reverter o placar desfavorável e o Paço já começa a pressionar neste sentido com a promessa de que, caso a Câmara derrube o veto, buscará na Justiça a manutenção do reajuste. A procuradora-geral do Município, Anna Vitória Caiado, garante a possível judicialização e pede sensibilidade aos vereadores.

O aumento no IPTU para imóveis com valor venal a partir de R$ 200 mil representaria R$ 80 milhões na arrecadação da prefeitura, já prevista na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), aprovada para 2018.

Do repórter Rubens Salomão

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757