Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Reprodução/ Internet
bpc
A Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) convoca idosos acima de 65 anos ou pessoas com deficiência que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) a atualizarem os dados do Cadastro Único. O procedimento obrigatório é uma exigência do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) para que os beneficiários do BPC sejam incluídos no CadÚnico. 

O cadastramento pode ser feito por um responsável familiar acima de 16 anos que more na mesma casa do beneficiário. 

A diretora de Proteção Social Básica, Margaret Sarmento, esclarece que os beneficiários do BPC terão que estar inscritos no Cadastro Único até 31 de Dezembro de 2017. Caso isso não aconteça, o benefício poderá ser suspenso. 'Por isso, é necessário que todos os beneficiários do BPC que ainda não atualizaram o cadastro procurem um dos 15 centros de Referência de Assistência Social (Cras) ou um dos 12 núcleos de Assistência Social (Nas), de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. As unidades estão localizados em diversas regiões de Goiânia. O Beneficiário também poderá procurar o setor de Cadastro Único Para programas sociais (CadÚnico/Programa Bolsa Família) localizado na sede da Semas, na Rua 25-A, esquina com Avenida República do Líbano, no Setor Aeroporto, também de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

O que é o BPC

O Benefício da Prestação Continuada é a garantia de um salário mínimo mensal ao idoso com mais de 65 e pessoas com deficiência de qualquer idade com impedimentos de natureza física, mental, intelectual ou sensorial de longo prazo. Para ter direito, é necessário que a renda por pessoa do grupo familiar seja menor que 1/4 do salário mínimo vigente.

Da Prefeitura de Goiânia

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757