Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Laércio Benko (Foto: Reprodução/ Internet)
laerciobenko1
O novo presidente nacional do PHS e ex-vereador por São Paulo, Laércio Benko, concedeu nesta quarta-feira (16) uma entrevista exclusiva à Rádio 730. Na ocasião, Benko explicou os motivos que levaram à saída do ex-presidente do partido, Eduardo Machado, e afirmou que o deputado Jean Carlo (PHS) continuará na sigla.

Durante a gestão de Eduardo Machado, o deputado Jean Carlo chegou a ser afastado da direção estadual do partido. Descontente, Jean cogitou a possibilidade de deixar o PHS para se filiar ao PSDB. No entanto, segundo Laércio Benko, essa troca de partidos não deve se concretizar. “Isso não vai acontecer. Iria acontecer se o Eduardo se mantivesse na presidência do partido. Mas, como o Eduardo não continuou como presidente, o Jean não vai sair”, assegura Laércio Benko.

De acordo com Benko, a permanência de Eduardo Machado à frente do PHS era insustentável. “O Eduardo estava tendo um comportamento incompatível com a postura de um presidente. Por esse motivo, o diretório nacional achou por bem me eleger presidente. Estamos em um momento de turbulência política. O partido não pode ficar nas mãos de uma pessoa que a cada minuto muda sua forma de pensar”, pondera.

Entre os meses de abril e maio deste ano Eduardo Machado foi afastado da presidência, acusado de acumular cargos e salários irregularmente. Na época, Machado se defendeu dizendo que estava sendo “vítima de golpistas”.

No dia 06 de junho, depois de ter reassumido a presidência, Eduardo tentou afastar todos os membros do Diretório Nacional do PHS. Contudo, o juiz Mario Henrique Silveira de Almeida, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJ-DFT), concedeu uma liminar e anulou a decisão do ex-presidente da legenda.

Ouça a entrevista completa:

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757