Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Reprodução/ Internet
proconcarnes
O Procon Goiânia apreendeu na manhã desta quinta-feira (20), mais de 400 quilos de carnes impróprias para o consumo em um clube do Setor Faiçalville, na região Sudoeste da Capital. A apreensão ocorreu durante uma operação em clubes da cidade. De acordo com o superintendente do órgão, José Alício de Mesquita, o objetivo da operação é inibir práticas que infrinjam o Código de Defesa do Consumidor.

“O trabalho de fiscalização foi motivado pelo intenso movimento em clubes e áreas de lazer nesta época do ano. No primeiro momento, visitamos clubes da região Norte. Em seguida, a equipe de fiscalização seguiu para a região Sudoeste, onde realizou a apreensão desses alimentos impróprios para o consumo”, explica José Alício.

Ainda de acordo com o superintendente do Procon Goiânia, os funcionários do clube informaram aos fiscais que a câmara fria do local estava danificada. “Por esse motivo, os alimentos estavam mal acondicionados. Diante da apreensão, o estabelecimento foi autuado”, informa José Alício. Agora, o clube tem dez dias para apresentar defesa junto ao órgão. Multas para esses casos variam entre R$ 400 e R$ 9 milhões.

O superintendete do Procon Municipal salienta que o órgão está à disposição da população de Goiânia para registrar reclamações e que, ao longo do ano, realizará inúmeras operações para defender o direito dos consumidores. “Estamos sempre disponíveis para registrar as denúncias dos cidadãos. Para isso, eles devem procurar a nossa sede, que fica na Avenida Tocantins, número 191, no Setor Central, ou entrar em contato pelo telefone 3524-2337”, finaliza.

O Clube Sesc Faiçalville se pronunciou sobre o caso por meio da seguinte nota:

"A situação encontrada pelo Procon não condiz com o padrão de qualidade do Sesc. Em todas as nossas unidades temos nutricionistas que acompanham diariamente a qualidade dos produtos oferecidos aos nossos clientes. No dia 19 de julho, quarta-feira, houve um problema nas câmaras frias da unidade e por esse motivo as carnes foram transferidas para o freezer e ficaram em uma temperatura que não é considerada ideal. O Sesc se preocupa com a qualidade de todos seus alimentos e informa que eles foram inutilizados para o consumo. Já tomamos medidas para evitar que esse problema se repita. O Sesc já está trabalhando em sua defesa junto ao órgão competente.

Goiânia, 21 de julho de 2017".

Com informações da Prefeitura de Goiânia

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757