Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Fernando Haddad (Foto: Larissa Artiaga/ Portal 730)
haddad1
O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), concedeu nesta quarta-feira (19), uma entrevista exclusiva à Rádio 730. Em pauta, a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o futuro político do país.

O ex-presidente foi condenado pelo juiz Sérgio Moro a nove anos e seis meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, pelo caso do Tríplex. Ao analisar a sentença, Haddad contestou a postura de Moro e apontou fragilidades na peça. “Se uma pessoa do PSDB for condenada injustamente eu vou lamentar. O embate político é sobre ideias e projetos. Você não pode torcer para um adversário seu ser condenado injustamente porque isso te facilitaria a vida política. Nós estamos transformando a justiça em um Fla-Flu. Isso não é bom. O PT vai lutar para reverter essa decisão e garantir a candidatura de Lula".

Atualmente, o ex-presidente Lula responde em liberdade pelo caso do Tríplex. O mesmo processo judicial prevê ainda que Lula fique interditado para o exercício de cargo ou função pública pelo dobro do tempo da pena privativa de liberdade, ou seja, por 19 anos. A decisão, no entanto, precisa ser confirmada pela segunda instância.

Lula pode recorrer da sentença em liberdade. Todavia, diante da possibilidade da não candidatura do líder petista, Haddad tem sido apontado nos bastidores como possível substituto de Lula, em caso de candidatura própria do PT. O ex-prefeito de São Paulo, no entanto, negou a existência de conversas nesse sentido. “Não existe essa conversa dentro do PT. A nossa expectativa é de que a sentença (que determinou a condenação de Lula) seja revogada. Nós não estamos trabalhando com outra hipótese”, assegura o ex-prefeito de São Paulo.

Foto: Larissa Artiaga/ Portal 730
haddadestudio
Haddad veio à Goiânia para participar de debates realizados pelo PT e para palestrar no do 43º Encontro Nacional de Estudantes de Economia (Eneco). O evento, organizado pela Universidade Federal de Goiás (UFG), contou ainda com as presenças do ex-ministro Ciro Gomes (PDT) e do ex-senador Eduardo Suplicy (PT). 

Ouça a entrevista na íntegra:

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757