Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Reprodução/ Internet
seplann
Auditores fiscais da Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Habitação (Seplanh) realizam desde a última sexta-feira, 14, ação fiscal visando coibir o depósito irregular de carcaças e peças de veículos na região noroeste da Capital. A ação, que conta com apoio da Guarda Civil Metropolita de Goiânia (GCM) e da Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMT), resultou, já no primeiro dia, na apreensão de oito carcaças depositadas nas calçadas e canteiros centrais da Avenida Circular, no Conjunto Primavera.

Ainda em ação na região, nesta terça-feira, 18, os auditores fiscais da pasta foram surpreendidos com o depósito de novas carcaças na mesma área. “Nesta terça-feira, retornamos à região noroeste para darmos continuidade às vistorias e, para surpresa dos nossos agentes, na área em que havíamos realizado a operação na sexta-feira já havia outras duas novas carcaças de veículos depositadas”, afirmou o gerente de Fiscalização de Transportes e Postura no Trânsito da Seplanh, João Peres Teodoro.

João Perez ressaltou que, somente nos últimos 18 meses, essa é a quarta apreensão de carcaças que a Seplanh realiza na área, localizada na principal via de acesso ao setor, nas margens da Rodovia GO-070. “Somente nas quatro últimas ações realizadas na área para liberar o passeio público e o canteiro central, foram apreendidas 25 carcaças de veículos abandonadas”, disse.

Para o gerente, falta conscientização por parte da população, sobretudo dos proprietários de oficinas mecânicas, quanto aos riscos que o descarte desses materiais em locais impróprios pode trazer para a segurança e saúde da população. “Muitas dessas carcaças são colocadas em passeios públicos, impedindo o trânsito de pedestres, fazendo com que as pessoas caminhem nas vias destinadas ao tráfego de veículos, podendo ocasionar atropelamentos. Além disso, com a chegada do período chuvoso, essas carcaças tornam-se criadouros de mosquitos Aedes Aegypt, propiciando focos de dengue e zika”, afirmou. 

João Peres destacou que a população pode colaborar com o município no combate à esse tipo de irregularidade denunciando os locais onde estão depositadas carcaças, bem como os responsáveis por essas infrações. “Nossa maior parceira nesse serviços de fiscalização é a própria população. Nossos fiscais estão diariamente nas ruas da capital vistoriando irregularidades como essa, porém, como Goiânia é uma cidade que possui mais de 600 bairros e mais de 717 mil quilômetros, somente com a ajuda da população podemos coibir essa irregularidade na capital”, afirmou.

As denúncias de depósito irregular de carcaças podem ser realizadas diretamente nas agências de atendimento da Prefeitura de Goiânia ou por meio dos email’s Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. e Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Da Prefeitura de Goiânia

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757