Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Reprodução/ Internet
magdamofatto1
A deputada federal Magda Mofatto (PR) concedeu nesta quinta-feira (06) uma entrevista exclusiva à Rádio 730. No diálogo com os jornalistas Cléber Ferreira, Eduardo Horácio e Rubens Salomão, a parlamentar analisou o atual momento político-econômico do país. Confira:

Rubens Salomão: - Deputada, considerando a crise que envolve o governo federal, qual é o clima em Brasília?

Magda Mofatto: Nós temos uma crise política, a crise econômica foi superada. A corrupção se instalou no país de forma que tramita na CCJ uma denúncia contra o presidente Michel Temer. Se essa denúncia for aceita e Temer for afastado, a crise política não será resolvida porque quem assume nesse caso, por 180 dias, é o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM), que por sua vez, também tem problemas na justiça. Maia teria que convocar novas eleições e ai já estaríamos às vésperas das eleições de 2018. Essa troca de presidente poderia prejudicar a estabilidade econômica do país. Alguns políticos estão com essa bandeira de “Fora Temer” por puro capricho da “quadrilha da Lava Jato” não ter se perpetuado no poder.

Eduardo Horácio: - Deputada, quem faz parte da “quadrilha da Lava Jato”? Temer estaria fora dessa quadrilha?

Magda Mofatto: A “quadrilha da Lava Jato” todo mundo conhece, começou no governo petista. Temos duas etapas: a primeira delas se refere à “quadrilha Lava Jato” e a segunda parte trata do atual governo e tem a ver com as delações da JBS.

Eduardo Horácio: - O Delegado Waldir (PR) vai ser “enquadrado” pelo PR por ser contrário ao governo Temer?

Magda Mofatto: Ele (Delegado Waldir) pode ter a opinião dele e além do mais ele está em Campanha eleitoral. O povo aplaude essa posição dele porque existe um movimento favorável a saída do presidente.  Ele está em Campanha eleitoral, eu não.

Eduardo Horácio: - O Delegado Waldir está em Campanha e a senhora não? Ambos não são candidatos à reeleição?

Magda Mofatto: A minha Campanha para as eleições começa no ano que vem. Ele (Delegado Waldir) está falando o que os eleitores dele querem ouvir. Eu recebo e-mails pedindo “Fora Temer” mas recebo também muitas mensagens pedindo equilíbrio pelo futuro do país. O futuro de Temer, de Dilma Rousseff, ou de quem quer que seja não me interessa. Agora, temos que ter a responsabilidade de manter o país equilibrado economicamente. Cada um responde por seus atos individuais.

Cléber Ferreira: - A situação (do país) ficaria pior com a saída do presidente?

Magda Mofatto: Muito pior. A situação política não está boa mas a situação econômica está melhorando. A inflação está controlada e estamos começando a gerar empregos.  

Cléber Ferreira: - Em Goiás, o PR já definiu se continuará na base do governador Marconi Perillo (PSDB)?

Magda Mofatto: Essa é uma decisão que será tomada no ano que vem.

Rubens Salomão: - A senhora mantem conversas com Ronaldo Caiado (DEM) e Daniel Vilela (PSDB) então?

Magda Mofatto: Republicanamente sim. É importante debater posições político-partidárias e ideias, mas inimizade nunca.

Eduardo Horácio: - Como a senhora avalia a gestão do atual prefeito de Caldas Novas, Evandro Magal (PP)?

Magda Mofatto: Eu vejo pelas pesquisas. Ele (Evandro Magal) está sendo muito mal avaliado. A Saúde em Caldas Novas está muito ruim, dentre outros itens. Inclusive corre nos bastidores a informação de que ele estaria respondendo um processo em segredo de justiça.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757