Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

José Eliton (Foto: Larissa Artiaga/ Portal 730)
joseeliton2
O vice-governador do estado, José Eliton (PSDB), concedeu nesta terça-feira (27) uma entrevista exclusiva à Rádio 730. Em pauta, as articulações da base governista para as eleições de 2018.

Durante um evento partidário, o governador Marconi Perillo (PSDB) – que pretende lançar-se candidato ao senado – declarou publicamente seu apoio à pré-candidatura de seu vice ao governo estadual. Entretanto, mesmo com o apoio do governador, José Eliton não é uma unanimidade na base.

Em março deste ano, a senadora Lúcia Vânia (PSB), por exemplo, disse em entrevista à Rádio 730 que discordava da candidatura de Eliton. Ciente dos desafios, o vice-governador adotou um tom moderado e negou a existência de divergências substanciais na base. “Eu acho que na política é preciso buscar a convergência. Acho que é preciso sempre estar aberto ao diálogo. Todos os partidos da base estão construindo um consenso e eu estou imbuído do espírito de garantir que a base permaneça unida”, acrescenta.

Considerando as eleições do ano que vem, o vice-governador avaliou os impactos da crise nacional e comentou a possibilidade de enfrentar o senador Ronaldo Caiado (DEM) nas urnas. “A pesquisa é um instrumento científico importante. Temos analisado todas as pesquisas e estou muito feliz com os indicadores. Eu acho que a crise terá um impacto muito forte pois o Brasil vive um momento de virada de página”, resume.

Na segunda-feira (26), o Instituto Directa divulgou uma pesquisa sobre as intenções de voto do eleitor goiano para o cargo de governador. Os dados mostram Ronaldo Caiado na liderança com 29,3% das intenções de voto, seguido por José Eliton, com 20,4%. Em terceiro lugar, aparece o deputado federal Daniel Vilela (PMDB), que marcou 13,8%.

Foto: Portal 730
joseelitonestudio

 

Confira a entrevista na íntegra:

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757