Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Reprodução/ Internet
novomundoterminal
Os vereadores Clécio Alves(PMDB), Anselmo Pereira (PSDB), Paulo Daher (DEM) e Vinícius Cirqueira (PROS) que fazem parte da Comissão Especial de Inquérito (CEI) do Transporte Coletivo, visitaram nesta sexta-feira (23), o Terminal Novo Mundo para verificar as condições deste que é um terminais administrados pela Metrobus.

A visita surpresa foi a segunda que a comissão fez a um dos terminais da cidade, porque segundo os parlamentares na visita ao Terminal Padre Pelágio, a Metrobus maquiou o lugar e colocou ônibus circulando a miúde, de forma que não houve filas nas plataformas e nem atraso nas viagens.

No Novo Mundo os vereadores verificaram in loco as principais queixas dos usuários, que são superlotação dos veículos, desorganização nas plataformas de embarque, demora dos ônibus e falta de segurança e limpeza nos locais de embarque e sanitários.

O vereador Clécio contou que ao chegar ao terminal foi intimidado pelo chefe do terminal que não queria permitir a entrada dos parlamentares para fiscalizar o local. “Se fazem isso com um vereador de Goiânia e presidente da CEI, imagina com o passageiro comum”, reclamou adicionando que “quem usa é o mais lascado...não vai ter pessoas para intimidar essa comissão. Vamos usar todas as nossas prerrogativas e queremos ser respeitados.

Passageiros informaram aos parlamentares sobre a demora dos ônibus especialmente nos finais de semana quando os usuários ficam até uma hora e meia esperando, e quando chegam chegam estão superlotados. Outra denúncia é que as máquinas muitas vezes não aceitam os cartões e para comprar o sitpass os funcionários exigem as notas sejam novas.

O relator, Anselmo Pereira falou das bancas comerciais que estão tomando o lugar onde deveria haver bancos para que os idosos e deficientes possam sentar para aguardar o ônibus. “Houve uma mudança e deturpação da finalidade dos terminais com a comercialização sendo colocada em primeiro plano”. Ele defendeu que haja uma mudança de comportamento para que se dê “preferência para quem vai pegar o ônibus e não para a atividade comercial”.

Paulo Daher comparou com a visita que fizeram no Padre Pelagio, que foi pré-agendada e por isso  encontraram naquela ocasião um terminal limpo, com seguranças, com organizadores de filas e com banheiros higienizados, tendo inclusive, sabonete líquido e papel higiênico, para o usuário e ônibus suficientes para atender aos passageiros.

Já, Vinícius Cirqueira observou que no momento em que chegaram ao terminal havia dezenas de passageiros nas filas aguardando os ônibus e que após meia hora os veículos começaram a circular em maior quantidade e passando na plataforma mais vezes, uma comprovação de que a empresa estava tentando disfarçar a situação por causa da visita surpresa dos vereadores.

Da Câmara Municipal

 

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757