Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Fotossensor instalado já está funcionando no cruzamento da Avenida 85 com T-9, no Setor Marista, sentido Centro-bairro (Foto: Giuliane Alves/Portal 730)
corredor
Quem passar pelo cruzamento das Avenidas 85 e T-9, no Setor Marista, a partir desta terça-feira (20), vai se deparar com o primeiro fotossensor do novo contrato da Prefeitura de Goiânia com a Eliseu Kopp & Cia. Ltda para monitorar o trânsito da capital. A velocidade máxima permitida no local é de 60 km/h.

O equipamento é o primeiro de aproximadamente 450 que serão instalados em diferentes regiões de Goiânia. De acordo com o titular da Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMT), Fernando Santana, em entrevista à repórter Giuliane Alves, da 730, a expectativa é de que a instalação de todos os fotossensores seja concluída em até 120 dias.

“É um processo que não haverá interrupção. Levaremos até o final para que possamos concluí-lo dentro de quatro meses. A empresa tem, por direito, de acordo com o contrato, seis meses para implantação, mas fez conosco um compromisso de concluir a implantação dentro de quatro meses, haja vista a preocupação do prefeito Iris Rezende (PMDB) com a segurança do cidadão goianiense”, afirma.

Fernando Santana avalia o trabalho da Comissão Especial de Inquérito (CEI) da SMT, que tramita na Câmara Municipal, e que investiga o contrato fechado com a Eliseu Kopp para instalação dos equipamentos.

“Assinamos este contrato com a maior tranquilidade possível. O contrato foi realmente muito fiscalizado pelos poderes Executivo, Legislativo e pelo Ministério Público, ou seja, todo mundo que teve o interesse em buscar todas as informações desse contrato, buscou”, esclarece.

Sobre a Zona 40, implantada no Centro de Goiânia em março de 2016, e que restringe a velocidade na região em até 40 km/h, o secretário afirma que, por enquanto, a medida será mantida, mas que cabe estudo para eventuais melhorias.

“Nós determinamos ao departamento de engenharia um estudo para que, se for possível, mudar uma ou outra rua, para melhor desempenho do trânsito. No entanto, o que se tem até o momento, é que a Zona 40 tem funcionado bem. Desde que foi implantada, não houve registro de acidentes mais”, aponta.

Ao todo, de acordo com Santana, no projeto da capital serão 643 faixas revitalizadas. Os fotossensores no corredor da Avenida 85 deverão ser totalmente instalados até o final desta semana. Em seguida, a prioridade será o Corredor Universitário, que liga a Praça Cívica à Praça da Bíblia; a T-63 e a Marginal Botafogo.

Nos pontos da cidade em que houver um sinalizador com faixas transversais nas cores preta e amarela, significa que, naquele local, haverá um fotossensor. O secretário acrescenta ainda que câmeras de monitoramento estão sendo testadas para multar possíveis infratores no trânsito.

“Vamos dar início a este trabalho pelo Parque Vaca Brava. Temos câmeras pela cidade que estão sendo testadas. As que estão em um processo mais adiantado, como as dez câmeras que estão no Vaca Brava, onde, na semana que vem, já iniciaremos por lá um processo educativo informando a toda a sociedade do trabalho que vai ser aplicado ali. No início de julho queremos estar com estas dez câmeras já em operação”, ressalta.

Foto: Giuliane Alves/Portal 730
corredord

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757