Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Reprodução/ Internet
ammaaudiencia
A realização de grandes eventos, festas e shows foi tema de uma mesa-redonda na sede do Ministério Público do Estado de Goias (MP-GO) nesta quinta-feira, 25. No encontro, a participação da Prefeitura de Goiânia ocorreu por intermédio de representantes da Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma). Além do órgão ambiental, vereadores, empresários do segmento de eventos e também o titular da 15ª Promotoria de Justiça, Juliano Barros Araújo, integraram a mesa de debates, que buscaram propor ideias e novas normatizações para liberações das licenças ambientais.

O presidente da Amma, Gilberto Marques Neto, lembrou que a discussão a respeito das atribuições, procedimentos para licenciamento, monitoramento e fiscalização de eventos foi proposta pela Amma. 'Procuramos o Ministério Público com o objetivo de debater este assunto, que tem total impacto na sociedade', disse o presidente da Amma. Em seguida, Marques lembrou que o Telefone Verde, o 161, foi reativado para auxiliar o poder público na identificação de pontos críticos da cidade.

“É preciso sempre ampliar as discussões sobre esse tema e qualquer outro que trate das questões ambientais em nossa cidade”, avaliou o presidente da Amma. Ele revelou que tem trabalhado para desburocratizar, dar maior transparência e resgatar a confiança da população para com o trabalho do órgão ambiental. 'A Amma está buscando o melhor caminho para as questões ambientais de Goiânia, principalmente o que tem relação com o combate da poluição sonora', avaliou.

Gilberto Marques Neto concluiu ainda que a Amma fará as adequações atendendo a legislação ambiental vigente. “Depois de adequada, a normativa será encaminhada às empresas organizadoras de eventos informando sobre as alterações”, concluiu.

De acordo com o titular da 15ª Promotoria de Justiça de Goiânia, Juliano Barros Araújo, tratar da realização de eventos com todos os envolvidos é extremante salutar. 'Precisamos regulamentar esse assunto em Goiânia. Todo e qualquer evento é muito importante para a cidade, mas tratando, cada um, de suas especificidades', pontuou o promotor, acrescentando que horários e novos locais precisam ser debatidos e encontrados.

Segundo o produtor de eventos Francisco Rotoli, a sua participação da mesa-redonda é importante por expor o lado do setor de realização de eventos. 'Goiânia é uma cidade que tem atraído muitos eventos, sobretudo internacionais. Diante disso é importante existir uma boa relação entre os organizadores e o poder público. Por isso fizemos questão de participar e estamos também dispostos a atender as normatizações', afirmou. 

Participantes

Além de servidores da Amma, do Ministério Público, moradores próximos de locais que realizam eventos, os vereadores Lucas Kitão, Jorge Kajuru, Dr. Cristina, Elias Vaz, Eduardo Prado e Gustavo Cruvinel também participaram da mesa-redonda. 

Da Prefeitura de Goiânia

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757