Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Carro foi depredado por manifestantes (Foto: Giuliane Alves/Portal 730)
carrodepredado
Um carro de passeio acabou depredado por manifestantes no final da tarde desta quinta-feira (18) durante protestos na Praça do Bandeirante, no Setor Central, em Goiânia.

A repórter Giuliane Alves, da 730, acompanhou de perto os protestos. Os manifestantes se concentraram no cruzamento das Avenidas Goiás com Anhanguera.

Tudo começou quando um ônibus do transporte coletivo, que seguia pela Avenida Goiás sentido rodoviária, conseguiu passar pelo bloqueio dos manifestantes. Um carro de passeio, modelo GM Prisma, branco, com um casal de ocupantes, que seguia logo atrás do coletivo, também tentou passar pelo grupo.

No entanto, uma jovem acabou sendo atropelada pelo automóvel. Imediatamente um grupo de manifestantes cercou o veículo e começou a depredá-lo, quando este ainda estava em movimento.

A jovem atropelada teve fratura em uma das pernas e recebeu atendimento de equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

Equipes de Forças Especiais da Polícia Militar (PM) foram até o local para acompanhar e evitar tumulto entre os manifestantes.

Após primeiro atendimento, a jovem foi encaminhada para uma unidade de Saúde. O companheiro dela se dirigiu ao 1º Distrito Policial para prestar queixa contra o casal que estava dentro do Prisma. Os dois ocupantes do automóvel foram conduzidos em uma viatura da PM para a Central de Flagrantes, no Setor Cidade Jardim.

Os manifestantes que são contra o governo federal, chegaram a colar cartazes com mensagens de “Fora Temer” no monumento do bandeirante, no centro da praça, que chegou também a ser pichado.

De acordo com a assessoria da PM, a mulher que estava dentro do veículo depredado recebeu todo o acompanhamento dos militares, e informou que “cumprindo com o seu papel constitucional de resguardar os patrimônios público e privado, a incolumidade pública, incluindo a integridade física e o próprio direito de manifestação, teve que empregar tropas especializadas para conter a depredação do patrimônio”. O trânsito foi liberado no cruzamento por volta das 18h05.

A PM não havia informado quantas pessoas participaram dos protestos até esta publicação.

Imagens: Giuliane Alves/Portal 730

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757