Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Reprodução/ Internet
vacina
Na reta final da vacinação contra influenza, a Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), amplia de 37 para 67 o número de salas de vacinas da Capital. Para evitar filas e otimizar o trabalho, desde o início da campanha as doses estavam concentradas em locais específicos devido à maior procura neste período. Em um mês, cerca de 232 mil goianienses já foram imunizados.

Com menos de dez dias para o fim da Campanha, 85 mil doses ainda devem ser aplicadas para que a meta de imunizar 90% da população de risco seja alcançada. Para o superintendente de Vigilância em Saúde da SMS, Robson Azevedo, “a nova estratégia permite que não ocorra superlotação nas unidades em busca das vacinas”, já que 66% do público-alvo goianiense foi vacinado.

Além da influenza, as unidades oferecem as demais vacinas do Calendário Nacional de Imunização. As únicas exceções são o Cais de Campinas e o Centro Municipal de Vacinação e Orientação ao Viajante, no setor Pedro Ludovico, que disponibilizam exclusivamente as doses contra a gripe. “A justificativa para a conduta é que, pela localização, estes locais tradicionalmente atraem muitas pessoas”, explica Azevedo.

Já nos Cais Amendoeiras e Goiá, as vacinas de rotina estão disponíveis somente no período matutino, enquanto a contra gripe pode ser encontrada durante todo o dia. A lista com os endereços dos postos de vacinação e os horários de funcionamento pode ser acessada aqui.

Números

Até sexta-feira, 19, a campanha é destinada aos profissionais da Educação das redes municipal, estadual, federal e particular. Para receber uma dose é preciso apresentar documento que comprove vinculo trabalhista, como contracheque ou crachá com foto. A meta é vacinar, no mínimo, 14.400 trabalhadores da área em toda a Capital.

Entre os grupos de risco, o das pessoas com mais de 60 anos é o que apresenta melhor índice de cobertura. De um total de 127.724 idosos, 112.266 já foram imunizados, o que corresponde a 87,90% desta população. Já entre crianças de seis meses a menores de quatro anos, os números apontam baixa procura. Menos da metade (44.37%) dos pequenos da Capital se vacinaram contra a gripe. A meta é que até dia 26 cerca de 77 mil crianças sejam imunizadas contra a doença.

Apesar deste ano ter sido estabelecido um cronograma de vacinação para os grupos de risco, a população deve procurar as unidades de saúde mesmo que já tenha passado a data específica para se vacinar. Sobre o fim da Campanha, cabe ao Ministério da Saúde definir se haverá prorrogação ou não do período.

Da Prefeitura de Goiânia

Na reta final da vacinação contra influenza, a Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), amplia de 37 para 67 o número de salas de vacinas da Capital. Para evitar filas e otimizar o trabalho, desde o início da campanha as doses estavam concentradas em locais específicos devido à maior procura neste período. Em um mês, cerca de 232 mil goianienses já foram imunizados.

Com menos de dez dias para o fim da Campanha, 85 mil doses ainda devem ser aplicadas para que a meta de imunizar 90% da população de risco seja alcançada. Para o superintendente de Vigilância em Saúde da SMS, Robson Azevedo, “a nova estratégia permite que não ocorra superlotação nas unidades em busca das vacinas”, já que 66% do público-alvo goianiense foi vacinado.

Além da influenza, as unidades oferecem as demais vacinas do Calendário Nacional de Imunização. As únicas exceções são o Cais de Campinas e o Centro Municipal de Vacinação e Orientação ao Viajante, no setor Pedro Ludovico, que disponibilizam exclusivamente as doses contra a gripe. “A justificativa para a conduta é que, pela localização, estes locais tradicionalmente atraem muitas pessoas”, explica Azevedo.

Já nos Cais Amendoeiras e Goiá, as vacinas de rotina estão disponíveis somente no período matutino, enquanto a contra gripe pode ser encontrada durante todo o dia. A lista com os endereços dos postos de vacinação e os horários de funcionamento pode ser acessada aqui.

Números
Até sexta-feira, 19, a campanha é destinada aos profissionais da Educação das redes municipal, estadual, federal e particular. Para receber uma dose é preciso apresentar documento que comprove vinculo trabalhista, como contracheque ou crachá com foto. A meta é vacinar, no mínimo, 14.400 trabalhadores da área em toda a Capital.

Entre os grupos de risco, o das pessoas com mais de 60 anos é o que apresenta melhor índice de cobertura. De um total de 127.724 idosos, 112.266 já foram imunizados, o que corresponde a 87,90% desta população. Já entre crianças de seis meses a menores de quatro anos, os números apontam baixa procura. Menos da metade (44.37%) dos pequenos da Capital se vacinaram contra a gripe. A meta é que até dia 26 cerca de 77 mil crianças sejam imunizadas contra a doença.

Apesar deste ano ter sido estabelecido um cronograma de vacinação para os grupos de risco, a população deve procurar as unidades de saúde mesmo que já tenha passado a data específica para se vacinar. Sobre o fim da Campanha, cabe ao Ministério da Saúde definir se haverá prorrogação ou não do período.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757