Foto: Reprodução/ Internet
doria
O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), recebeu flores de uma ciclista na saída da inauguração da Japan House, na Avenida Paulista, neste domingo (30), mas o tucano não aceitou as flores e as jogou no chão.

Ao entregar as flores, a ciclista disse que era uma homenagem aos mortos das marginais. "Pelos mortos da marginais, que vieram, eu disse que viriam mais mortos e vieram", disse a ciclista Giulia Grilo. A que Doria respondeu: "Eu agradeço muito". O prefeito, então, devolveu a flor e a ciclista a colocou no painel do carro, mas o tucano pegou a flor e a jogou no chão.

Segundo a Polícia Militar, o número ocorrências de acidente de trânsito com vítimas nas Marginais do Tietê e do Pinheiros no primeiro trimestre deste ano aumentou 56% em relação ao mesmo período de 2016, de 234 para 367 casos. Em 25 de janeiro, os limites de velocidade nas foram aumentados, em cumprimento a uma promessa de campanha do prefeito.

Giulia disse depois que estava se sentindo muito desprotegida como ciclista e pedestre. "Se ele tirar as ciclovias, como ele quer, vamos correr muito risco. Os motoristas estão começando a ficar com raiva dos ciclistas, isso para nós é muito perigoso. Nós estamos muito suscetíveis, nós somos frágeis diante de um carro, de um ônibus, de um táxi", afirmou.

A assessoria de imprensa da prefeitura disse que Doria reagiu a um "gesto invasivo e desnecessário". Questionada se a reação não estava em desacordo com os princípios do prefeito e do programa Cidade Linda, a assessoria afirmou que o prefeito não deve fazer mais comentários sobre o assunto.

Ao sair do evento, Doria foi recebido por um pequeno grupo de manifestantes ciclistas que reclamavam do plano da administração paulistana de mudar a malha cicloviária da cidade, substituindo algumas ciclovias por ciclofaixas e estuda desativar a ciclovia da Rua da Consolação.

Depois de conversar com um ciclista, Doria disse que a Secretaria de Transportes está realizando um amplo estudo sobre as ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas da cidade. "É importante ressaltar que eu apoio as ciclovias e gosto dos ciclistas", disse. 

Da Agência Estado

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757