Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Reprodução/ Internet
camara
Apesar de a Câmara dos Deputados ter adiado para a manhã desta quinta-feira (06) a votação do Projeto de Lei Complementar 343/17, do governo federal, que cria o Regime de Recuperação Fiscal dos Estados e do Distrito Federal, a sessão em plenário foi aberta com pouco quórum e sem a presença do presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Por volta das 10h20, 185 deputados haviam registrado presença, mas o número de parlamentares em plenário era bem menor e Maia ainda não havia chegado à Casa. A agenda do presidente da Câmara prevê que sua particiçação às 13h de almoço em homenagem aos reis da Suécia, Carlos XVI Gustavo e Rainha Sílvia, oferecido pelo presidente Michel Temer.

Os embates entre a base do governo e a oposição, na discussão sobre o projeto de recuperação fiscal dos Estados e do DF, duraram até por volta das 23h30 de ontem (5). Rodrigo Maia decidiu adiar a votação após o líder do PT, Carlos Zaratini (SP), apresentar um pedido sobre a possibilidade de a medida ser votada sem o devido quórum.

Por se tratar de um Projeto de Lei Complementar, o texto precisa ser aprovado por, no mínimo, 257 deputados, o chamado quórum qualificado.

Da Agência Brasil

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757