Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail


Avenida Pará é uma das vias em que o trânsito de veículos de carga e descarga é intenso no Setor Campinas (Foto: Google Street View)
campinas
As complicações do trânsito no Setor Campinas não são novidade.  Motoristas que precisam passar pelas Avenidas 24 de Outubro e Castelo Branco sofrem diariamente com engarrafamentos e falta de espaço para estacionar.

Nas ruas onde ficam os atacadistas, como a José Hermano, por exemplo, as dificuldades aumentam, já que além do tráfego normal de carros há grande quantidade de caminhões descarregando mercadorias nos depósitos e empresas da região.

Em entrevista à Rádio 730, o presidente Sindicato do Comércio Atacadista no Estado de Goiás (Sinat), Paulo Diniz, cobra soluções plausíveis.  Uma delas é seria a criação de um centro de distribuição compartilhado, onde a carga e a descarga dos produtos seria feita.

“Esse centro alimentaria tanto as vendas quanto as exposições, de modo que aquela região poderia se transformar apenas em uma vitrine, onde ficariam expostos apenas o mostruário e que a parte grossa, ou seja, a carga e a descarga, seria feita em uma região mais distante deste centro”, explica.

Em nota a assessoria da Secretaria Municipal de Trânsito (SMT) informou que no final da tarde desta terça-feira (4) haverá uma reunião como representantes de atacadistas e com moradores para discutir soluções para o problema.

Com informações da repórter Jordanna Ágatha

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757