Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

José Eliton durante evento de lançamento do Programa Goiás na Frente. (Foto: Rubens Salomão/ Portal 730)
zeliton
O governo de Goiás realizou nesta quinta-feira (30) o lançamento do Programa Goiás na Frente, iniciativa que prevê o investimento de R$ 9 bilhões em áreas como saúde, educação e segurança pública.

O evento aconteceu no Centro Cultural Oscar Niemeyer, em Goiânia. Lideranças da base aliada ao governador Marconi Perillo (PSDB) não escondem a expectativa de que o Programa contribua para viabilizar a candidatura do vice-governador, José Eliton (PSDB), ao governo em 2018.

Durante a solenidade, o governador Marconi Perillo elogiou em seus discursos a contribuição do vice-governador na elaboração e planejamento dos investimentos que atenderão todos os 246 municípios goianos.

Ao ser questionado pelo jornalista Rubens Salomão, da Rádio 730, o presidente da Agetop, Jayme Rincón (PSDB), confirmou que os investimentos vão representar, em 2018, o fortalecimento da candidatura de José Eliton (PSDB) ao governo.

Em meio as articulações da base governista para as eleições de 2018, o governador deixou claro seu voto em José Eliton para o Executivo estadual e no senador Wilder Morais (PP) para o senado. Wilder, que estava presente no lançamento do Goiás na Frente, afirmou que também percebe fortalecimento do vice-governador a partir do lançamento de investimentos.

Goiás na Frente

O Programa comtempla diversas áreas com investimentos. Para a área de Infraestrutura foram destinados R$ 602.447.056,28, com parte dos recursos complementados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e pelo Fundo de Desenvolvimento de Atividades Industriais (Funproduzir).

Com o aporte, serão realizadas obras direcionadas para o fomento do turismo e o escoamento da produção de grãos. Serão duplicadas as GO-070, 080, 213, 010 e 139. São 53 obras de Infraestrutura (rodovias), 20 obras na área da Saúde (hospitais e AMEs), e 10 obras civis.

Entre as obras na malha rodoviária, está a duplicação de quatro rodovias: GO-070, GO-213, GO-080 e GO-010. As obras rodoviárias estão divididas em três grupos. Em dois deles, há a especificação de que serão utilizados também recursos do Tesouro Estadual e do BNDES. Em meio às obras da Saúde, está a construção dos Centros de Referência e Excelência em Dependência Química (Credeqs) em Caldas Novas, Morrinhos, Goianésia, e Quirinópolis. Constam, também, seis Ambulatórios Médicos de Especialidades (AMEs), e obras de expansão do Hugol e do HDT, entre outros hospitais.

Ainda segundo o governo, os recursos serão também investidos na conclusão das rodovias Uirapuru – Mundo Novo, Santo Antônio do Descoberto-Barraca da Serra, Novo Gama-Luziânia, Estrada Velha de Caiapônia, São Jorge-Colinas do Sul, Colinas do Sul-Niquelândia, Mara Rosa-Alto Horizonte, Bonópolis-Cruzeiro, entre outras. Além das obras de duplicação, estão programadas as construções de novas rodovias, como as que ligam Abadiânia ao Lago Corumbá e Alexânia a Corumbá de Goiás.

Para a área da Saúde, os recursos serão destinados à finalização da construção do Hospital de Santo Antônio do Descoberto e do Hospital de Valparaíso; à expansão do Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol); aos Ambulatórios Médicos de Especialidades (AMEs) de Formosa, Posse, Cidade de Goiás, São Luis dos Montes Belos, Goianésia e Quirinópolis; aos Centros de Referências e Excelências em Dependências Químicas (Credeqs) de Caldas Novas, Morrinhos, Goianésia e Quirinópolis; aos hospitais de Uruaçu, Águas Lindas e ao Hospital de Urgência Doutor Henrique Santillo (Huana); à reforma e ampliação do Hospital de Doenças Tropicais (HDT) e do Hospital Materno Infantil (HMI); e à construção da Central de Odontologia.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757