Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Reprodução/ Internet
prefeituradegoiania
Servidores públicos da Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (SMS) realizaram na manhã desta terça-feira (28) uma manifestação em frente ao paço municipal contra o atraso no pagamento do vale alimentação.

De acordo com a presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Sistema Único de Saúde no Estado de Goiás (Sindsaúde), Flaviana Alves, em 2015 a prefeitura de Goiânia se comprometeu a reajustar o valor do benefício, aumentando de R$ 7,00 para R$ 7,50 por dia de trabalho. Todavia, a promessa não teria sido cumprida. “A gestão passada não atualizou o valor e, pra agravar a situação, a gestão atual não pagou os meses de fevereiro e março deste ano. Nossa primeira reivindicação é a normalização do pagamento. Estamos há dois meses sem receber o vale alimentação”, afirma.

O reajuste no valor do benefício é uma bandeira que tem sido levantada pelos sindicalistas desde a deflagração da última greve efetuada pelos servidores da saúde municipal, datada de abril de 2015. Apesar das queixas, Flaviana Alves descartou a possibilidade de uma nova greve. “Não temos a intenção de entrar em greve porque quem sofre com a greve é a população, mas ao mesmo tempo não podemos aceitar a inoperância da prefeitura, que não está nos fornecendo condições dignas de trabalho”.

Além disso, a categoria reivindica o pagamento dos salários dos trabalhadores dentro do mês trabalhado. Em decorrência do atraso no pagamento salarial, os servidores se reuniram em protesto no último mês de janeiro e ameaçaram iniciar uma paralisação; fato que não aconteceu porque os servidores entraram em acordo com a prefeitura.

Com informações do repórter Jerônimo Junio

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757