Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Zander Fábio. (Foto: Larissa Artiaga/ Portal 730)
zanderfabio1
O vereador por Goiânia, Zander Fábio Costa (PEN), concedeu nesta terça-feira (14) uma entrevista exclusiva à Rádio 730. Em pauta, o cenário político na Câmara de Vereadores da capital.

Em meio às articulações políticas, a base do prefeito Iris Rezende (PMDB) ainda não consolidou uma liderança na Câmara. Fazendo referência à aprovação dos projetos “Refis” e “IPTU aéreo”, Zander Fábio classificou a indefinição acerca da liderança como um aspecto danoso à governabilidade da gestão Iris Rezende. “Tem dois projetos de suma importância pro governo que tramitam dentro da Casa e que, se não houver um trabalho de liderança para posicionar os vereadores, principalmente os novatos, a prefeitura pode sair prejudicada”.

Ao ser questionado sobre seu posicionamento em relação ao executivo municipal, Zander disse que começou o mandato apoiando o prefeito, contudo, ele teceu críticas ao tratamento que tem recebido de alguns secretários. “Eu sempre tive um papel de muita independência. Eu comecei o mandato como base do prefeito Iris Rezende, mas eu acho que vereador tem que ser tratado como base. Tem secretário marcando dia e hora para receber o vereador”.

Desde fevereiro os parlamentares têm se articulado politicamente em busca de alianças. Até o momento a mesa diretora da Casa autorizou a criação de três blocos parlamentares: “Por uma Goiânia melhor”, “Juntos por Goiânia” e “Pró-Goiânia.” Atualmente, Zander lidera o bloco “Juntos por Goiânia”, que também conta com a participação dos vereadores: Tatiana Lemos (PC do B), Wellington Peixoto (PMDB), Rogério Cruz (PRB), Alysson Lima (PRB) e Juarez Lopes (PRTB).

De acordo com Zander, a intenção do bloco é aumentar o poder de voto de seus membros. “Não há aquela definição de votar juntos na mesma votação. O que nós queremos é, na verdade, aumentar o poder de voto no parlamento porque, afinal, são seis votos”, afirma.

Confira a entrevista na íntegra:

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757