Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Jerônimo Junio/Portal 730
donairis
A Maternidade Dona Iris, referência em atendimento a mulheres gestantes, amanheceu segunda-feira (13) com as portas fechadas em relação a alguns serviços.

O hospital passa por uma crise financeira e só está atendendo casos de emergências. De acordo com o diretor-geral da maternidade, Maurício Viggiano, a instituição não tem condições de oferecer o básico para os pacientes como, por exemplo, medicamento e alimentação.

Segundo Viggiano, por causa da crise as internações também serão suspensas na próxima sexta feira (17). “Nossa diretora administrativa disse que os nossos recursos, sejam materiais, medicamentos, insumos, estão terminando. Até sexta ainda dá pra manter as internações pra partos. Espero que o prefeito resolva a situação e a gente volte à normalidade já no próximo final de semana”.

O vereador por Goiânia, Jorge Kajuru (PRP) afirma que a manutenção do atendimento na unidade hospitalar custaria R$ 4 milhões mensais. “Obtivemos com exclusividade os números referentes ao financeiro da Maternidade Dona Iris. O Ministério da Saúde e a prefeitura de Goiânia pararam de enviar os repasses. A parte maior é da prefeitura de Goiânia que desde outubro de 2016 parou de repassar a verba. A maternidade está operando sob aparelhos na UTI”.

Com informações do repórter Jerônimo Junio

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757