Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Free Images
semaforo
Semáforos sem sincronização e congestionamentos têm se tornado uma dura realidade para os motoristas em Goiânia. Isso porque o serviço que era realizado por uma empresa terceirizada foi suspenso. O motivo teria sido a falta de pagamento por parte da Prefeitura de Goiânia.

Por conta do problema, o vereador Wellington Peixoto (PMDB), apresentou nesta semana na Câmara Municipal um requerimento que pede o cancelamento do contrato com a empresa. Segundo o parlamentar, são gastos R$ 150 mil com a companhia que desenvolve o programa de sincronismo dos sinaleiros na capital.

O peemedebista defende ainda a criação de um contrato emergencial para resolver o problema e ainda que a Universidade Estadual de Goiás (UEG) desenvolva um projeto de criação de novos fotosensores.

Já o vereador Elias Vaz (PSB) sugere que o software de gerenciamento de semáforos em Goiânia seja desenvolvido pelo Instituto Federal de Goiás (IFG), para evitar gastos ao Estado.

Confira a seguir a reportagem completa de Jerônimo Junio 

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757