Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Petras de Souza / Portal 730
vandir gomes petras de souza
Na semana passada, o prefeito de Goianésia, Renato de Castro (PMDB), afirmou em entrevista à Rádio 730, que recebeu a prefeitura das mãos do ex-prefeito Jalles Machado com um rombo de R$ 40 milhões. Nesta quarta-feira, 15, o ex-secretário de projetos do município e presidente da comissão de transição, Vandir Gomes, rebateu os dados apresentados pelo peemedebista.

Segundo Vandir, o prefeito Renato de Castro tenta justificar um início conturbado de administração com a apresentação de números irreais. "O ex-prefeito Jalles Fontoura deixou restos a pagar no valor de R$ 11 milhões, que corresponde a uma arrecadação mensal do município, e deixou créditos a receber no valor de R$ 25 milhões", contesta.

Ouça a entrevista completa de Vandir Gomes

De acordo com Vandir, o prefeito Renato comete um erro de contabilidade fiscal, ao jogar na conta do ex-prefeito Jalles Fontoura a responsabilidade pela dívida consolidada do município. Ele justifica que o passivo foi contraído por todas as administrações ao longa da história, inclusive pelo ex-prefeito Gilberto Naves, aliado do atual prefeito.

Vandir também nega que o município tenha deixado contratos de prestação de serviço em vigor. Ele ainda afirmou que o saldo da conta do instituto de previdência do município subiu de R$ 19 para R$ 30 milhões nos quatro anos de gestão de Jalles Fontoura.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757