Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail


Foto: Petras de Souza
daniel vilela petras de souza
Fortalecer internamente o PMDB durante 2017 para que o partido chegue no final do ano com força para atrair outras siglas e entrar forte na disputa do governo estadual em 2018. Este é o plano do presidente da sigla no estado, deputado federal Daniel Vilela, revelado em entrevista à Rádio 730, na manhã desta terça-feira (14).

Daniel aponta que o partido já começa a fazer encontros regionais, de onde serão tirados pontos para um projeto estadual, e também para buscar lideranças, que se interessem a se candidatarem em 2018.

Ouça a entrevista completa de Daniel Vilela:

"O partido precisa conversar com seus líderes regionais para despertar candidaturas. Eu acho que é um trabalho interno de cada partido. Mais para o final do ano, que a coisa começa a ser conversar entre os partidos para formação de aliança", projeta o presidente estadual.

Há um ano na presidência do PMDB, Daniel Vilela cita que foi tudo muito corrido. Ele lembra que precisou inicialmente buscar filiados, depois construir candidaturas, e finalmente participar das eleições do ano passado.

Aliados

Para 2018, Daniel Vilela deixa claro que o PMDB vai tentar montar a maior aliança possível. Ele destaca que conversa com o DEM, com o PT, e também com partidos da base governista, como o PSD, o PTB e o PR. "Eu acredito que a possibilidade de fazer uma grande aliança partidária em prol de uma mudança para Goiás é real e significativa", enfatiza.

Para o deputado federal, o único partido descartado para uma aliança é o PSDB, do governador Marconi Perillo.

Câmara

Relator da reforma trabalhista na Câmara dos Deputados, Daniel Vilela afirma que o texto não retira direito dos trabalhadores. Segundo ele, a proposta apenas moderniza a legislação criada nos anos 40.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757