Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Índio caminha 9 km em busca de ajuda após ser abandonado por motorista na BR-153
indioacolhido
Um indígena da tribo Xavante foi abandonado próximo ao km 619 da BR-153, no trevo de acesso a Morrinhos, no sul do estado, na manhã desta terça-feira (7). De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o índio caminhou cerca de nove quilômetros até o posto da polícia para pedir ajuda alegando que foi expulso pelo motorista do ônibus em que ele viajava.

O indígena, que tem 28 anos, embarcou em Belo Horizonte, capital de Minas Gerais, com destino a Goiânia, de onde seguiria para Barra do Garças, no Mato Grosso, cidade onde mora.

Depois de chegar ao posto da PRF, por volta das 09h30, o indígena disse aos policiais que havia sido vítima de discriminação por parte do motorista do ônibus. Segundo informou, sem nenhum motivo aparente, o condutor parou o veículo na beira da rodovia e pediu para olhar a passagem dele. Sem procurar muitos detalhes, de imediato afirmou que o bilhete era falso, bem como sua carteira de passe livre, emitida pelo Ministério dos Transportes.

O homem alega que trabalha em uma associação no estado de Mato Grosso que defende direitos ambientais, e já viajou outras vezes utilizando o documento, que lhe dá direito à gratuidade nas passagens entre os estados brasileiros. Segundo o índio, em vigame à capital mineira, participou de um encontro com indígenas Pataxós, utilizou o seu passe livre.

Depois de ser acusado de usar a documentação falsa, ele desceu do ônibus com sua bagagem e seguiu a pé até o posto da Polícia Rodoviária Federal onde pediu ajuda. O indígena afirmou aos agentes que o motorista exigiu que ele descesse do ônibus dizendo que “lugar de índio é na aldeia”.

No horário que os policiais tomaram conhecimento do fato, já não era possível abordar o ônibus em outra unidade da PRF, pois já teria chegado em seu destino final. O homem ainda conseguiu registrar o número do veículo, o que poderá auxiliar nos esclarecimentos dos fatos junto à empresa.

Ele será levado à delegacia civil de Morrinhos para prestar depoimento e registar o ocorrido antes de seguir viagem.                       

Neste momento o indígena se encontra no Posto PRF no município de Morrinhos. Após almoçar, ele será conduzido para a Delegacia de Polícia e depois embarcará para Barra do Garças.

Com informações da PRF

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757