Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: PRF/Divulgação
smartgesso
A criatividade dos criminosos não parece não ter limites. Depois desobedecer a ordem de parada dos policiais, dois homens, de 33 anos cada, foram presos na noite de domingo (9) com diversos smartphones na BR-153 em Porangatu, no norte do estado.

Os 17 celulares apreendidos, acredite, eram feitos de gesso e seriam comercializados em Goiás. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a dupla tinha acabado de aplicar o golpe em uma feira em Gurupi no Tocantins.

Alguns dos modelos oferecidos pelos suspeitos a R$ 150, chegavam a custar no mercado legal cerca de R$ 2 mil, valor 13 vezes inferior. Ainda segundo a PRF, a venda dos aparelhos de gesso era feita pessoalmente. A dupla oferecia o celular original e entregava uma caixa fechada com uma réplica de gesso dentro, e pedia para as vítimas abrirem a embalagem somente mais tarde.

Além dos celulares de gesso, os agentes encontraram ainda documentos falsos e até um cartão de crédito em nome de outra pessoa. A PRF não menciona a identificação dos suspeitos, mas um deles já tinha um mandado de prisão em aberto por receptação.

No veículo ainda foi apreendido um saco com cerca de 10 kg de gesso, matéria prima para a confecção dos falsos celulares. Os dois homens foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil de Porangatu, e podem pegar de dois a seis anos de prisão. 

Foto: PRF/Divulgação
smartgessoa

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757