Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Jerônimo Junio/Portal 730
inmetroitens
O Inmetro destruiu nesta quinta-feira (5) cerca de 2 mil produtos em uma empresa de reciclagem que fica no bairro Ipiranga, na Rua São Vicente de Paula, região noroeste de Goiânia. Os itens foram apreendidos durante fiscalização nos anos de 2014 e 2015.

Entre os itens que serão destruídos estão: brinquedos, pneus, isqueiros, materiais elétricos, eletrodomésticos e lâmpadas. De acordo com o superintendente do Inmetro, André Abrão, os produtos tiveram que ser destruídos porque não atendem às normas de regulamentação do órgão.

“Estes produtos foram apreendidos tendo em vista que não possuem a certificação do Inmetro. Eles não passaram pelos testes do Inmetro então não poderiam estar sendo comercializados”, afirma.

O superintendente destaca quais os riscos de se consumir produtos que não possuem certificação do órgão. “Todo produto, para uso diário das pessoas, precisa ter segurança, qualidade, e os produtos que passam pelo Inmetro passam por todas as análises, testes necessários para saber e ele realmente oferece essa segurança e qualidade. Se você pega um carrinho e dá para uma criança brincar, esse produto pode soltar uma roda, uma peça pequena que uma criança pode engolir e até morrer com isso. Os produtos certificados pelo Inmetro não têm esse tipo de problema”, reitera.

Para que os itens apreendidos pudessem ser destruídos, o Inmetro precisa seguir um trâmite legal e aguardar todos os prazos de defesa por parte do setor produtivo. Após o descarte, o produto reciclável é doado ao Hospital do Câncer.

“Os produtos são levados para destruição e, como podem ser reciclados, é feita então a doação para o Hospital do Câncer”, explica André Abrão.

Por não possuírem a certificação, não podem ser doados e, por isso, são destruídos, pois são impróprios para o consumo.

Com informações do repórter Jerônimo Junio

Imagens: Jerônimo Junio

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757