Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

A peruana Paloma Roldán Ruiz em entrevista à repórter Giuliane Alves, da 730 (Foto: Petras de Souza)
paloma
Fazer mudanças e promover a sustentabilidade. Este é o chamado sonho coletivo, de acordo com a educadora peruana Paloma Roldán Ruiz.

Presença internacional na apresentação do Fórum Íbero Americano de Sustentabilidade 2018, realizado nesta terça-feira (12), no Palácio das Esmeraldas, em Goiânia, Ruiz afirma que o termo deve ser aplicado a todos os ambientes.

“Sustentabilidade não é apenas a ideia da natureza, é também a lição do jeito que se quer viver na cidade, na zona rural. Nós trabalhamos geralmente na floresta, na zona andina, em unidades indígenas, mas também com cidades muito maiores. Já trabalhamos, por exemplo, em São Paulo. A ideia da sustentabilidade tem a ver com tudo, o que acontece no dia a dia com cada um de nós”, pondera.

Paloma Ruiz esteve no evento a convite da Fundação Pró-Cerrado (FPC), idealizadora do Fórum, e que comemora 25 anos de ações voltadas à inclusão do jovem no mercado de trabalho. Segundo ela, as ações devem ser voltadas não apenas para o estado de Goiás, mas para o Brasil e demais países, incluindo o Perú.

“Nosso sonho coletivo é não somente fazer um evento. A ideia é construir, propor, criar juntos uma agenda da sustentabilidade não só em Goiás, ou Goiânia, mas para o Perú, Panamá, Espanha, neste que é um encontro Íbero Americano. Temos uma possibilidade muito grande de fazer ações concretas em cada um destes territórios”, pontua.

Dezenas de jovens aprendizes da Fundação Pró-Cerrado lotaram o salão Dona Gercina Borges Teixeira no evento desta tarde. A diretora destaca a importância do interesse da juventude pela realização das mudanças e na aplicação do conceito de sustentabilidade.

“Que estas aprendizagens também sejam uma possibilidade de alimentar as novas políticas públicas não somente para as prefeituras aqui no estado de Goiás, mas para o Perú e para outras cidades. Este é o nosso sonho coletivo, estamos tentando construir juntos. Estamos muito contentes de ver aqui tantos jovens interessados e apaixonados em fazer mudanças”, analisa.

Paloma Roldán Ruiz é também terapeuta de artes expressivas, diretora executiva Ciudad Saludable, e de Performance e Intervenções Urbanas do Observatório de Gênero, no Perú.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757