Foto: Alego/Divulgação
alegocomissaomista
O pacote de benefícios aos servidores estaduais de educação, recém-enviado à Assembleia Legislativa (Alego) pelo Governo do Estado, entrou em pauta na reunião da Comissão Mista. Os cinco projetos de lei chegaram a receber pedidos de vista, mas foram devolvidos, votados e aprovados pelos deputados, depois de longa discussão.

No entanto, os projetos ainda precisam ser aprovados em duas votações em plenário e sancionados pelo governador Marconi Perillo (PSDB). 

As propostas determinam o reajuste em 21% os vencimentos dos agentes administrativos educacionais e em 34% a remuneração dos professores estaduais temporários. Os professores efetivos têm aumento de 7,64%, além do auxílio-alimentação a todos os servidores da Seduce no valor mensal de R$ 500 e a criação dos Centros de Ensino em Período Integral.

O deputado Lissauer Vieira (PSB) foi o relator de um dos projetos do pacote e garante que a aprovação final ocorre antes do recesso parlamentar.

Outro deputado que relatou projeto que integra o pacote da Educação foi Simeyzon Silveira (PSC).

Do repórter Rubens Salomão

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757