Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Reprodução/ Internet
temer2
Em discurso no Fórum Empresarial do Brics (grupo que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), o presidente Michel Temer disse neste domingo (03), em Xiamen, que no mundo atual “não há espaço para improvisação”. “Quem deseja prosperar tem que fazer a lição de casa, tem que se antecipar ao futuro”, afirmou a uma plateia de empresários.

Ele voltou a citar a agenda de reformas para “pôr em ordem as contas públicas” e melhorar o ambiente de negócios no Brasil como exemplos de modernização econômica com o objetivo de criar as condições para o crescimento sustentado de longo prazo. “O setor privado tem sido parceiro de primeira hora nessa injeção de vitalidade que temos aplicado no Brasil”.

Saiba MaisTemer diz que ainda acredita na aprovação da reforma da PrevidênciaTemer diz a chineses que Brasil está voltando para “o trilho do desenvolvimento”

Temer reiterou que o país está aberto a novos investimentos. “É um momento de otimismo, de retomada da economia, de multiplicação de oportunidades de negócios”, disse. “Em um mundo marcado por tendências protecionistas, o Brasil reafirma, por palavras e ações, sua adesão a uma economia global aberta. Este é o momento certíssimo para investir no Brasil”.

Em seu quarto dia de viagens à China, Temer voltou a apresentar os projetos de investimento no Brasil, principalmente o pacote de concessões e privatizações de aeroportos, portos, rodovias e linhas de transmissão recém-lançado pelo governo.

Na abertura do fórum, o presidente chinês, Xi Jinping, lembrou que o mundo ainda não se recuperou totalmente da crise financeira de 2008 e que os países do Brics têm papel fundamental na retomada da economia global. Ele destacou a necessidade de coordenação das políticas macroeconômicas e a integração dos mercados intra-Brics. “O protecionismo está em ascensão”, disse. “Para a estabilidade mundial, devemos promover uma economia mais aberta e a facilitação do comércio”. E acrescentou: “O governo chinês vai encorajar suas empresas a investir em outros países”.

Segundo a organização, o fórum empresarial é uma plataforma para a comunidade empresarial dos países do Brics discutir temas da agenda global e promover cooperação nas áreas econômica e comercial entre os mercados emergentes.

Amanhã (4), os chefes de Estado e de Governo se reúnem na 9ª cúpula do bloco. Na terça-feira (5), os líderes dos cinco países participam do Diálogo de Economias Emergentes e Países em Desenvolvimento. O embarque de volta para o Brasil de Temer está previsto para esse mesmo dia.

Da Agência Brasil

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757