Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Agência Brasil
shoppingcomprasf
Um levantamento feito em todas as capitais brasileiras pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) aponta que o número de pessoas que devem ir às compras para os Dia dos Pais será maior que em 2016, apesar da crise econômica.

O presidente do Sindicato do Comércio Varejista no Estado de Goiás (Sindilojas), José Carlos Palma Ribeiro, acredita que após três anos de queda, as vendas para a data neste ano, sejam melhores para os comerciantes.

“Foram três ou quatro anos de quedas seguidas, então o comércio vem registrando números negativos em todas as datas. A expectativa neste ano é de crescimento de 0,5% a 1%, que já é muito bem-vinda. Se isso se concretizar, já dá um ‘start’ para o Dia das Crianças e Natal”, analisa.

Dados do estudo sugerem cautela na hora de ir às compras, já que a maior parte dos entrevistados que irão presentear, 38%, pretende desembolsar o mesmo valor do ano passado, e 26% planejam até diminuir os gastos. Por conta disto, o presidente do Sindilojas destaca os produtos que serão mais procurados pelos consumidores. “Roupas, calçados, principalmente chinelos, segundo pesquisa que fizemos com lojistas e clientes”, ressalta.

Ainda segundo o levantamento, cerca de 57% dos brasileiros afirmaram que irão às compras. Caso isso realmente ocorra, José Carlos Palma Ribeiro afirma que o fator pode até aquecer as contratações no comércio.

“43% dos entrevistados disseram que vão gastar igual ao ano passado, e que 13 gastarão um pouquinho a mais. Isso é uma boa notícia. O comércio pode começar a esperar um pouco de melhora e, se isso ocorrer, até as contratações para as próximas datas pode melhorar”, avalia.

Com informações do repórter Jerônimo Junio

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757