Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail


Foto: Reprodução/ Internet
cruzeiro
Em novembro deste ano, mais de 400 mil passageiros devem viajar de cruzeiros no País. Para atender à demanda, o setor já começou a se preparar, pois a previsão é de expansão dos negócios.

“Estamos pesquisando vários portos que podem receber nossos cruzeiros nas próximas temporadas, como Morro de São Paulo (BA), Itajaí, São Francisco do Sul e Florianópolis (SC), além de Guarapari e Vitória (ES)”, destacou o presidente da Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (CLIA-Abremar), Marco Ferraz.

De acordo com pesquisa realizada pela Fundação Getulio Vargas, cada passageiro de um grande navio chega a gastar R$ 466,00 por dia nas escalas. Levando em conta que cada navio recebe até 3.500 passageiros, as 21 escalas em Balneário Camboriú poderão impactar em até R$ 34 milhões a economia da cidade.

“Este é um setor bastante dinâmico. Se não damos condições para os cruzeiros operarem, eles simplesmente vão para outros países. Com isso, perdemos turistas e a economia fica enfraquecida”, afirmou o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

Com a regulamentação da Lei de Migração, os cruzeiros foram dispensados do visto para operar na costa do País. A medida representa uma economia de até R$ 500 mil no custo de cada navio.

Do Portal Brasil

 

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757