Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Goiânia (Foto: Johann Germano/Portal 730)
goianiad
O mercado imobiliário começa a reagir em Goiânia. É o que mostra uma pesquisa do Grupom divulgada pela Associação das Empresas do Mercado Imobiliário do Estado de Goiás (Ademi-GO). Segundo o levantamento, nos quatro primeiros meses de 2017, houve um acréscimo de 17% nas vendas em relação ao mesmo período no ano passado.

Entre os meses de janeiro e abril, em Goiânia e Aparecida de Goiânia, foram vendidas 1.540 unidades, que somou um total bruto de R$ 1,1 bilhão. O presidente eleito da Ademi-GO, Roberto Elias, diz que a pesquisa mostra que 2016, ano considerado ruim para o setor, está ficando para trás.

Em contrapartida, o número de lançamentos na cidade caiu em relação ao primeiro quadrimestre dos últimos anos. Ao mesmo tempo, o número de vendas cresceu, fator que voltou a tornar o mercado saudável, conforme comenta Roberto.

O presidente eleito da Ademi-GO diz ainda que o mercado só não está ainda melhor por conta das delações feitas pelo empresário e um dos donos do frigorífico JBS, Joesley Batista.

Por fim, Roberto Elias considera que seria ruim para o país uma queda do presidente Michel Temer (PMDB) neste momento.

Com informações do repórter Gerliézer Paulo

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757