Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Marcos Santos / USP Imagens
segdesemprego
O Ministério do Trabalho iniciou o pagamento de forma escalonada do lote de pagamento do seguro-desemprego neste mês de janeiro. Os valores estão sendo pagos de acordo com o final do número do PIS do trabalhador e devido ao atraso no pagamento este calendário foi implantado exclusivamente neste mês.

A superintendente substituta do Ministério do Trabalho, Sebastiana de Oliveira Batista, em entrevista ao repórter Vinícius Tondolo, da 730, explica que os pagamentos já começaram e como serão realizados.

“Para quem tem o PIS com finais 1 e 2, o pagamento começou ontem, 17/01; finais 3 e 4, hoje 18/01; finais 5 e 6 no dia 19/01, finais 7 e 8 dia 20/01 e finais 9 e 0, dia 21/01”, esclarece.

Além do atraso, o calendário diferenciado para o mês de janeiro também é justificado pelo aumento do número de trabalhadores que buscam o seguro desemprego.

“Na atual conjuntura, o país tentando levantar da crise, é normal essa quantidade de pessoas em busca do seguro desemprego. O crescimento vai chegar ao longo do ano e a gente espera que o mercado de trabalho absorva esses trabalhadores e deixem de receber o seguro. Estamos enxergando isso como um ato normal”, afirma.

O único benefício a ser parcelado ao longo do mês é o seguro desemprego. Os demais estão organizados em suas próprias regras. O atraso foi provado pela demora na divulgação do índice que corrige os valores do benefício que atingiu um aumento de 6,58% no ano de 2017. A maior parcela é de R$ 1.643,72 e a menor parcela não pode ser menor que um salário mínimo, R$ 937.

Os beneficiários que não sacarem o seguro desemprego na data estabelecida não serão impedidos de fazer o saque em outra data.

Com informações do repórter Vinícius Tondolo

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757