Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Leia mais...A Polícia Metropolitana de Londres confirmou nesta segunda-feira (19) que 79 pessoas "morreram ou estão desaparecidas, presumivelmente mortas" em consequência do incêndio da semana passada em um bloco de apartamentos em Londres. A informação é da Agência EFE.

O comandante Stuart Cundy disse que esse número ainda pode variar, mas não tão significativamente como nos últimos dias. Dessas 79 pessoas, cinco foram formalmente identificadas até agora.

Cundy contou que é difícil descrever a devastação causada pelo fogo em algumas partes do edifício, de 24 andares e 120 apartamentos", situado no bairro de North Kensington, a oeste da capital, enquanto continua a operação de busca das equipes especiais a fim de recuperar mais corpos.

"Tristemente, muitas famílias perderam mais de um integrante e esses são momentos angustiantes para todos eles", afirmou o policial.

A prioridade agora é identificar todos os mortos, ao mesmo tempo em que prossegue a operação de busca, em colaboração com a Brigada de Bombeiros de Londres, o Serviço de Ambulâncias e a Polícia Especializada nesse tipo de fato, para recuperar "o mais rápido possível os corpos daqueles que morreram".

Cundy reconheceu que a espantosa realidade do ocorrido no imóvel acidentado e a devastação provocada pelo fogo em algumas partes do edifício podem fazer com que não seja possível identificar todas as pessoas que morreram na Torre Grenfell.

Segundo ele, o importante será encontrar respostas durante a investigação, que abrangerá ampla série de assuntos.

Cinco pessoas consideradas desaparecidas após a tragédia foram encontradas "sãs e salvas", disse Cundy, que pediu aos cidadãos que conseguiram escapar que entrem em contato com a polícia.

Segundo os últimos dados oficiais divulgados pelo Serviço Nacional de Saúde (NHS England), 17 feridos em consequência do incêndio continuam recebendo atendimento médico em quatro hospitais da cidade, dos quais nove estão "em estado crítico".

Da Agência EFE

Leia mais...Um carro bateu nesta segunda-feira  (19) em um furgão da polícia francesa na Avenida Champs-Élysées, informaram à Agência EFE fontes policais. O motorista do veículo foi detido.

Em uma mensagem no Twitter, a polícia informou que há uma "intervenção policial em curso" na avenida, pedindo que a população evite a zona em questão.

O incidente não deixou feridos, segundo o canal "BFMTV", ao destacar que trata-se de uma batida "voluntária" e que derivou em um pequeno incêndio.

As fontes de segurança asseguraram à Agência EFE que até o momento não é possível confirmar e nem descartar que se trata de um atentado.

A zona do incidente, que foi cercada pela polícia, fica próxima ao Palácio do Elísio, sede da presidência francesa, que se prepara para receber dentro de algumas horas o rei Abdullah II da Jordânia.

Dezenas de veículos da polícia, bombeiros e ambulâncias se deslocaram ao local dos fatos.

Da Agência Brasil

Leia mais...Considerado o maior levantamento sobre deslocamentos no mundo, o relatório do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur) revela que em 2016 cerca de 65,6 milhões de pessoas foram forçadas a se deslocar em todo o mundo. O número é o maior já registrado. As informações, divulgadas nesta segunda-feira (19) no novo relatório Acnur Tendências Globais, mostram que os dados superam os números registrados em 2015, com aumento de mais de 300 mil pessoas.

De acordo com o relatório, do total forçado a se deslocar, 10,3 milhões de pessoas .são novas e cerca de dois terços (6,9 milhões) delas se deslocaram dentro de seus próprios países. As crianças representam a metade do número total dos refugiados de todo o mundo. Conflitos políticos, guerras e perseguições são as principais causas dos deslocamentos.

Segundo o relatório, também aumentou o número de refugiados, alcançando a marca de 22,5 milhões de pessoas. Desse total, 17,2 milhões estão sob a responsabilidade do Acnur, e o restante é formado por refugiados palestinos. O conflito na Síria mantém o país como o local de origem do maior número de refugiados (5,5 milhões).

Segundo o Acnur, se não for levada em conta a situação de refugiados palestinos, os afegãos continuam sendo a segunda maior população de refugiados (4,7 milhões) no mundo, seguidos pelos iraquianos (4,2 milhões).

O Sudão do Sul também aparece em destaque nos números de 2016, onde “a desastrosa ruptura dos esforços de paz contribuiu para o êxodo de 739,9 mil pessoas entre julho e dezembro. No total, já são 1,87 milhão de refugiados originários do Sudão do Sul”.

No fim do ano passado, a organização registrou que 40,3 milhões de pessoas foram forçadas a se deslocar dentro de seus próprios países. A Síria, o Iraque e “o ainda expressivo deslocamento dentro da Colômbia foram as situações de maior movimento interno. Esse tipo de deslocamento representa quase dois terços dos deslocamentos forçados em todo o mundo”, acrescenta a organização.

O relatório diz ainda que, em 2016, 2,8 milhões de pessoas pediram formalmente refúgio em outros países. Para o Acnur, os números indicam a necessidade de consolidar mecanismos de proteção para essas pessoas e de suporte para países e comunidades que apoiam refugiados e outras pessoas deslocadas.

“O retorno de refugiados e deslocados internos para as suas casas, em conjunto com outras soluções como reassentamento em outros países, significou melhores condições de vidas para muitas pessoas no ano passado. No total, cerca de 37 países aceitaram 189.300 refugiados para reassentamento. Cerca de meio milhão de refugiados tiveram a oportunidade de voltar para seus países, e aproximadamente 6,5 milhões de deslocados internos regressaram para suas regiões de origem – embora muitos deles em circunstâncias abaixo do ideal e com um futuro incerto”, afirma a organização.

Da Agência Brasil

Leia mais...A República em Marcha (LREM, na sigla em francês),  partido do presidente Emmanuel Macron, conquistou na Assembleia Nacional, junto com seus aliados centristas, 350 dos 577 deputados, o que supera amplamente as 289 cadeiras da maioria absoluta.

Na falta de números definitivos, que o Ministério do Interior informará hoje (19), a LREM obteve no segundo turno das eleições legislativas 308 deputados, que se somam aos 42 dos centristas.

A quantia é inferior aos mais de 400 deputados previstos após a primeira rodada do dia 11, mas dá a Macron uma folgada maioria absoluta para realizar reformas.

Da Agência Brasil

Leia mais...Quase 2 mil bombeiros continuam combatendo o fogo, nesta segunda-feira (19), no centro Portugal, em um incêndio que já causou 62 mortes, segundo os últimos números da Defesa Civil do país.

Foi impossível controlar durante a noite o fogo, que afeta os distritos de Leiria - onde começou o incêndio no sábado (17) e onde se concentram mais meios de combate -, Coimbra e Castelo Branco, todos no centro do país.

Os últimos dados oficiais atualizaram para 62 o número de mortos e 62 o de feridos, dois dos quais permanecem em estado grave.

Espera-se que ao longo da manhã cheguem mais dois aviões procedentes da Espanha, além de ajuda da França, para controlar a situação.

A causa mais provável do incêndio foi a queda de um raio em uma árvore, segundo disseram fontes da Polícia Judicial à Agência EFE.

Da Agência EFE

Leia mais...A Polícia Metropolitana de Londres confirmou nesta segunda-feira (19) a morte de uma pessoa no atropelamento de fiéis muçulmanos perto da mesquita de Finsbury Park, ao norte da capital britânica. Oito ficaram feridas e foram hospitalizadas. A informação é da Agência EFE.

Em comunicado, a polícia informou que, depois que uma caminhonete atropelou as pessoas, um homem de 48 anos foi detido no local do incidente, após ser parado pela multidão. A unidade antiterrorista da polícia participa da investigação do incidente.

O homem detido foi levado a um hospital, como medida de precaução, e, assim que tiver alta, será encaminhado a uma delegacia para ser interrogado e submetido a testes a fim de verificar seu estado mental, de acordo com o comunicado.

Segundo a polícia, uma pessoa morreu no local e os feridos foram levados a três hospitais da capital. Duas pessoas foram atendidas com ferimentos leves.

Da Agência Brasil via Agência EFE

Leia mais...O nascimento mais aguardado do ano, de gêmeos da estrela pop Beyoncé, foi confirmado na manhã deste domingo (18) por seu pai, Mathew Knowles, na rede social Twitter.

Uma das celebridades mais populares do mundo, Beyoncé e seu marido, o rapper e empresário Jay Z, não confirmaram o nascimento, que teria ocorrido na última segunda-feira.

Da Agência Reuters

Leia mais...A República em Movimento (LREM), partido do presidente da França, Emmanuel Macron, vencerá o segundo turno das eleições legislativas e terá uma ampla maioria na Assembleia Nacional, Câmara Baixa do Parlamento, segundo as pesquisasde boca-de-urna divulgadas pela imprensa francesa.

A legenda terá de 355 a 425 cadeiras das 577 da Câmara. O número é muito superior aos 289 assentos necessários para alcançar a maioria e aprovar as reformas do chefe de Estado sem a necessidade de formar alianças com outros partidos. As projeções mostram uma ampla vitória do LREM e de Macron, ainda que com vantagem inferior à prevista nas pesquisas de intenção de voto ao longo da última semana.

No total, o segundo turno definirá 573 das 577 cadeiras que compõem a Câmara Baixa francesa, já que quatro foram escolhidas já no primeiro turno.

Oposição

O partido conservador Os Republicanos, segundo apontam as projeções, terá a segunda maior bancada, ao obter entre 95 e 133 cadeiras. Também se confirma a derrota esperado para o Partido Socialista, que controlava a maioria na Assembleia Nacional e ficará a partir de agora com entre 27 e 49 deputados junto com os aliados ecologistas.

O coordenador da campanha dos Republicanos, François Baroin, afirmou neste domingo que a legenda fará uma "oposição firme" às políticas do presidente Macron na Assembleia Nacional.

“Macron tem o conjunto dos poderes. Desejo a ele boa sorte. Mas nós conseguimos um grupo suficientemente importante para fazermos ouvir nossos compromissos e nossas convicções. Vamos evidenciar nossas diferenças, sobretudo no aspecto fiscal”, disse Baroin.

Marine Le Pen é eleita deputada

Derrotada por Macron nas eleições presidenciais, a líder da Frente Nacional, Marine Le Pen, foi eleita neste domingo, pela primeira vez, como deputada na Assembleia Nacional da França.

Segundo as projeções de boca-de-urna, o partido de Le Pen pode obter até nove cadeiras, o que transformaria a Frente Nacional na quinta força parlamentar. “Combateremos com todas as nossas forças os projetos do governo criados em Bruxelas”, afirmou Le Pen, que até então representava a França na Eurocâmara.

Ela estabeleceu como principais campos de batalha a alta de impostos, a política migratória e os tratados internacionais de livre comércio. Le Pen acredita que, apesar da maioria absoluta no parlamento, as ideias do presidente são minoritárias no país e que os franceses não as apoiarão.

Da Agência Brasil

Leia mais...O Ministério das Relações Exteriores da Rússia disse neste domingo que ações "anticubanas" recentemente anunciadas por Washington foram lamentáveis e que Moscou confirma sua solidariedade com Havana.

O ministério também disse que a nova abordagem adotada pelo governo norte-americano em relação à Cuba relembra a “retórica da Guerra Fria”.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ordenou na sexta-feira restrições mais rígidas para os norte-americanos que viajam à Cuba e uma restrição aos negócios norte-americanos com o exército da ilha caribenha, dizendo que estava cancelando o “terrível e mal conduzido acordo” do ex-presidente Barack Obama, que liberalizava as relações com Havana.

Da Agência Reuters Brasil

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757