Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail


Foto: Reprodução/ Internet
californiafogo
O número de mortos devido aos incêndios no norte da Califórnia subiu para 21 nessa quarta-feira (11), de acordo com o governo do estado. O fogo continua a se espalhar pela região vinícola e mais moradores tiveram de deixar as casas. Depois de atingir Napa Valley e Sonoma desde domingo (8), os ventos mudaram um pouco de direção e os novos focos atingiram o noroeste do estado, em Calistoga e Geyserville.

Depois de quase cinco dias das chamadas tempestades de fogo, como são conhecidos os incêndios em que as chamas se propagam com ventos de até 60 quilômetros por hora, a situação permanece perigosa, segundo as autoridades locais. A última atualização do governo prevê que o incêndio ainda vai levar vários dias para ser controlado.

O governador da Califórnia, Jerry Brown, disse que este incêndio é um dos maiores da história do estado, tradicionalmente afetado por fogo por causa do tempo seco e ventos constantes. As autoridades temem que os fortes ventos previstos para a manhã de hoje (12) alcancem outras áreas povoadas de Santa Rosa e Calistoga.

Os incêndios no norte da Califórnia já queimaram cerca de 65 mil hectares. O Departamento de Florestas e Proteção contra Incêndios estima que cerca de 3,5 mil estruturas foram destruídas.

O alto número de desaparecidos mantém as autoridades em alerta. Em Sonoma, só na quarta-feira foram registrados 300 relatos de pessoas desaparecidos, 110 delas foram confirmadas como salvas.

Da Agência Brasil

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757