Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail


As projeções indicam que Nate se deslocará para o norte através do litoral caribenho da América Central e do México e pode se transformar em furacão no sábado (Foto: EFE/NOAA/NHC)
natete
O presidente da Costa Rica, Luis Guillermo Solís, declarou emergência nacional nesta quinta-feira (5) por causa das fortes chuvas e graves inundações causadas no país pela tempestade tropical Nate, que já deixou dois mortos e 5 mil desalojados.

"Assinaremos hoje uma declaração de emergência nacional para todo o nosso território para administrar de maneira mais rápida e eficiente os recursos", disse Solís em uma entrevista coletiva.

A nota oficial do governante indica que duas pessoas morreram em um deslizamento de terra ocorrido no centro do país e que há um número indeterminado de pessoas desaparecidas.

As províncias de Guanacaste (noroeste) e Puntarenas (sul), situadas no litoral do Oceano Pacífico, são as mais afetadas pelas inundações que ocorrem desde ontem, com numerosos transbordamentos de rios, muitas comunidades inundadas e estradas fechadas por deslizamentos.

O presidente da Comissão Nacional de Emergências (CNE), Iván Brenes, indicou que 80 abrigos foram habilitados em todo o país para receber os desabrigados, nos quais há mais de 5 mil pessoas, e que este número deve aumentar gradualmente durante o dia.

O governo costarriquenho também suspendeu as aulas em todo o país para hoje e amanhã, e declarou feriado para as instituições que não fazem parte dos trabalhos de socorro e dos atendimentos de emergência.

O relatório do Instituto Meteorológico Nacional (IMN) indica que a tempestade tropical Nate está situada em frente ao litoral caribenho da Nicarágua. O fenômeno seguirá provocando fortes chuvas na Costa Rica pelo menos até sexta-feira, por isso as autoridades mantêm o alerta vermelho para seis das sete províncias do país.

As projeções indicam que Nate se deslocará para o norte através do litoral caribenho da América Central e do México e pode se transformar em furacão no sábado.

Da Agência EFE via Agência Brasil

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757