Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Reprodução/ Internet
venezuela
O deputado venezuelano Luis Florido, negociador da oposição para o processo de diálogo com o governo, negou nesse domingo (17) que o líder oposicionista Leopoldo López, que cumpre prisão domiciliar, tenha comparecido a essas reuniões, como afirmou o presidente Nicolás Maduro. A informação é da Agência EFE.

"É falso. Maduro mente porque sabe que a comunidade internacional pressiona uma saída por meio de eleições democráticas e garantias", disse o parlamentar em sua conta no Twitter.

Maduro afirmou nesse domingo que ele mesmo autorizou que López comparecesse a essas reuniões, ainda na condição de "condenado".

Na última semana, representantes do governo venezuelano e da oposição se reuniram na República Dominicana, em encontros que os antichavistas qualificam de "exploratórios", enquanto o governo considera um diálogo formal e claro.

Segundo Maduro, a oposição mente ao negar as "dezenas" de reuniões ocorridas entre as duas partes desde o ano passado. De acordo com o governante, a reunião em Santo Domingo aconteceu depois de "meses" de trabalho.

A oposição sustenta que não há diálogo e que não haverá até que o governo de Maduro garanta eleições presidenciais transparentes, liberdade de presos políticos e atenção à crise humanitária no país, entre outras condições.

"A exploração não é um processo nem de diálogo, nem de negociação. Enquanto não estiverem estipuladas as condições, as garantias e a agenda clara, não vamos avançar no processo de negociação", disse Florido em entrevista no fim de semana.

As negociações iniciadas na República Dominicana devem continuar até o dia 27 deste mês.

Da Agência Brasil via Agência EFE

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757