Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Reprodução/ Internet
tempestadelidia
A tempestade tropical Lidia se formou no Oceano Pacífico a partir da depressão tropical 14-E e já provoca chuvas, ventos de 65 quilômetros por hora (km/h) e ondas elevadas sobre a costa Oeste do México e o estado de Baixa California do Sul, informou nesta quarta-feira o Serviço Meteorológico Nacional (SMN). As informações são da agência de notícias EFE.

O fenômeno está 290 quilômetros ao sul-sudeste de Cabo San Lucas, no estado mexicano de Baixa California do Sul, e 325 quilômetros ao oeste de Cabo Corrientes, em Jalisco, e se desloca para norte-noroeste a 11 quilômetros por hora, detalhou o serviço meteorológico em seu último boletim.

Em coordenação com o Centro Meteorológico Regional Especializado (CMRE) em Miami, o SMN estabeleceu uma área de vigilância para Baixa California do sul, que vai de Puerto San Andresito até Loreto, e para o estado de Sinaloa, vai da Bahia Tempehuaya até Huatabampito.

O órgão mexicano prevê tempestades intensas (de 150 a 250 milímetros) em Nayari, Jalisco e Colima; muito fortes (de 75 a 150 milímetros) em Baixa Califórnia do Sul, Durango, Sinaloa e Michoacán, e fortes (de 50 a 75 milímetros) em Zacatecas, Aguascalientes e Guan Ajuato.

Além disso, prevê ondas de 2,5 a 3,5 metros nas costas de Nayari, Jalisco, Colima e Michoacán, e de 2 a 3 metros em Baixa Califórnia do Sul e Sinaloa, além de sequências de vento superiores a 65 km/h em Baixa California do Sul, Sinaloa, Nayari, Jalisco, Colima, Michoacán e no sul do Golfo da Califórnia.

Por isso, recomendou à população em geral e à navegação marítima que aumente as precauções devido a chuvas, ventos e ressacas do mar, e que atenda às recomendações emitidas pelas autoridades do Sistema Nacional de Proteção Civil.

De acordo com o prognóstico do Serviço Meteorológico Nacional, a tempestade tocará terra na manhã de quinta-feira no município de La Paz, em Baixa Califórnia do Sul.

Da Agência Brasil via Agência EFE

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757