Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail


Foto: Panampost
mexicoid
Deter pessoas arbitrariamente é um fenômeno "cotidiano e frequente" no México, que abre caminho a outras formas de violações aos direitos humanos, como a tortura, assinalou um informe divulgado hoje pela ONG Anistia Internacional (AI). A informação é da agência Télam.

"Constatamos que há muitos anos as detenções arbitrárias são muito comuns no país, e que essa é a forma habitual de trabalho da polícia", disse Carlos Zazueta, investigador da AI para o México e um dos autores do informe.

Em quase 50 páginas, o relatório "Falsas Suspeitas: detenções arbitrárias pela polícia no México", detalha as formas como se realizam as detenções por parte da polícia e as falhas no sistema de Justiça que permitem este problema.

Da Agência Télam via Agência Brasil

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757