Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail


Foto: Reprodução/ Internet
usaflag
Os republicanos que controlam o Senado americano continuam muito divididos sobre como manter os custos de saúde baixos e evitar que milhões de pessoas percam sua cobertura do sistema de saúde conhecido como 'Obamacare'. A informação é da agência Télam.

O chefe de gabinete da Casa Branca, Reince Priebus, disse ontem (9) no programa de TV  Fox News Sunday que o presidente Trump ainda espera que o Senado aprove a reforma antes do recesso legislativo do Congresso em agosto "ou talvez" já dentro das férias. A anulação do Obamacare foi uma das principais promessas de campanha do atual chefe da Casa Branca,

Contudo, alguns republicanos mostraram pessimismo com o assunto, segundo a agência de notícias Reuters. Alguns senadores conservadores, como Ted Cruz, do Texas, e Rand Paul, do Kentucky, disseram que não apoiarão a proposta a menos que ela vá além da simples anulação do Obamacare e leve em  conta a versão da lei de saúde aprovada em maio pela Câmara de Deputados.

Os republicanos tem criticado duramente a “Lei de Proteção ao Paciente e Cuidado de Saúde  Acessível de 2010”, ol verdadeiro nome do "Obamacare", a que qualificam de ineficaz e uma intrusão do governo federal em um setor clave da economía. Entretanto, a oposiçãon democrata critica a lei republicana por considerar que se trata de um presente para os ricos que verão reduzidos seus impostos, dando lugar a que milhões de americanos pobres e enfermos percam sua cobertura de saúde.

Da Agência Brasil via Télam

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757