Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Arquivo/ Juan Barreto
leopoldolopez
Um dos principais nomes da oposição ao presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, o economista e ex-prefeito de Chacao, Leopoldo López, que estava preso desde 2014, foi transferido para o regime de prisão domiciliar na madrugada deste sábado (08).

Segundo o Tribunal Supremo de Justiça (TSJ) venezuelano, a medida humanitária foi concedida em virtude do estado de saúde de López. Em 2015, o dirigente do partido Vontade Popular (VP) foi condenado a quase 14 anos de prisão por, segundo a Justiça venezuelana, ter incitado a violência durante manifestações populares contra o governo Maduro. Quarenta e três pessoas morreram e centenas ficaram feridas durante os protestos.

A transferência foi autorizada nesta sexta-feira (07), mas López só chegou a sua casa na madrugada deste sábado. O político fez uma aparição na varanda de sua casa para jornalistas e apoiadores que estavam reunidos no local. Segundo o líder do Parlamento, Freddy Guevara, do mesmo partido, López opositor retorna “mais comprometido com a luta pela liberdade” e a oposição continuará nas ruas com mais força e determinação.

Da Agência Brasil

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757