Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Cliente podem não receber o prato que pediram no Restaurante dos Pedidos Errados, em Tóquio (Foto: /Mizuho Kudo/Site Bored Panda)
dementia
Clientes de um restaurante de Tóquio, capital japonesa, parecem não se importar se o que pediram no cardápio não for necessariamente o mesmo prato que será servido. Isso porque o estabelecimento emprega pessoas que sofrem de doenças que comprometem a memória, como o Alzheimer.

O objetivo da ação é fazer com que estas pessoas sintam-se úteis na sociedade, além de ser uma forma de combater o preconceito e de promover um olhar diferente sobre a doença. O restaurante, que funciona no distrito de Toyosu, contrata garçons mesmo sabendo que eles podem acabar trazendo o pedido errado.

De acordo com os proprietários do The Restaurant of Order Mistakes, ou “Restaurante dos Pedidos Errados”, a iniciativa pode fazer com que os clientes tenham uma nova percepção sobre pessoas que sofrem de doenças cerebrais. “Eles têm contato com a possibilidade de exercer empatia”, relata um dos donos.

Um blogger japonês, Mizuho Kudo, que escreve para restaurantes do país, diz que foi ao local e pediu um hamburger, mas acabou recebendo um bolinho chinês, conhecido como ‘guioza’. Apesar do erro, quase que proposital, o jovem achou tudo muito delicioso, além de relatar que a garçonete que o atendeu sorrindo e parecia se divertir com a situação.

O estabelecimento abriu somente no período de 2 a 4 de junho, em caráter experimental. Outro experimento como este deve acontecer no mês de setembro, quando é celebrado, no dia 21, o Dia Mundial do Alzheimer.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757