Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Fonte: GPI 2017
paisespacificos
Em tempos de ataques terroristas e ameaças de guerra, 93 países melhoraram no Índice Global da Paz (GPI, em inglês) de 2017. Por outro lado 68 caíram no ranking.

Apesar de não parecer, os dados do Instituto de Economia e Paz, de Nova York, EUA, revelam que os índices positivos estão crescendo a cada ano.

O GPI, que pode variar de um a cinco – sendo a melhor pontuação o menor número – utiliza diversos dados sociais para fazer esse índice, como a percepção de criminalidade, quantidade de crimes violentos, o acesso a armas e o número de homicídios na região.

Mais pacíficos

A Islândia continua firme no ranking como país mais pacífico do mundo.

Veja os 15 melhores do ranking:

Islândia

Nova Zelândia

Portugal

Áustria

Dinamarca

República Tcheca

Eslovênia

Canadá

Suíça

Irlanda (empatada com Japão)

Japão

Austrália

Butão

Noruega

Hungria

Brasil

O Brasil, que ocupou a posição número 74 em 2011, carrega um dos piores resultados de sua história.

O país caiu 3 pontos e foi para a posição de 105 no ranking, dos 163 analisados.

É um dos piores da América do Sul, à frente apenas de Venezuela e Colômbia.

O Brasil perde para todos os outros 8 países. Na região, o Chile lidera a lista, seguido por Uruguai.

Nos ítens criminalidade, quantidade de crimes violentos, o acesso a armas e o número de homicídios na região, o Brasil tem nota negativa máxima, ou seja, estamos piores do que países como Haiti e Sudão.

EUA

Os Estados Unidos também não estão bem no ranking.

O país caiu 11 pontos e agora está na posição 114, pior que o Brasil.

Mais perigosos

A Síria, que passa por uma grave crise migratória, é considerado o país mais perigoso do mundo, de acordo com o levantamento.

Veja a lista dos 10 mais perigosos:

Síria

Afeganistão

Iraque

Sudão do Sul

Iêmen

Somália

Líbia

Sudão

República Centro-Africana

Ucrânia

O Índice Global da Paz é um levantamento que pode servir de parâmetro para governantes repensarem seus posicionamentos e investimentos.

Ele indica, por exemplo, que o mundo está gasta muito mais dinheiro com atividades que provocam violência do que investindo na manutenção da paz.

Talvez por isso as taxas de crescimento da paz global têm diminuído de velocidade nos últimos anos.

E essa queda no índice de paz deixa os países mais suscetíveis a governos populistas.

Veja o ranking com todos os países aqui (em inglês)

Com informações do site Só Notícia Boa

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757