Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Håkan Jansson/Alamy
aquecglobal
A retirada dos Estados Unidos do Acordo de París poderá provocar, no pior dos casos, um aumento adicional de 0,3 graus centígrados no aquecimento global até finais desse século, em comparação com os níveis pré-industriais. A estimativa foi feita nesta sexta -feira (2) por um especialista em clima da Organização Meteorológica Mundial (OMM), agência especializada da Organização das Nações Unidas (ONU). A informação é da agência Télam.

"Não criamos novos modelos [para fazer o cálculo], mas as indicações são de que o impacto [da saída dos EUA do tratado] no aquecimento global poderia ser, no pior cenário, da ordem de 0,3 graus centígrados", afirmou o diretor do Departamento de Pesquisa Atmosférica e Ambiental da OMM, Deon Terblanche, em uma coletiva de imprensa.

Terblanche explicou que mesmo uma redução nas emissões de CO2 (gás carbônico) "não levará a uma diminuição da concentração de gases do efeito estufa na atmosfera, porque eles têm um efeito acumulativo que permanece na atmosfera durante centenas de anos. O clima seguirá esquentando em qualquer caso”, disse.

Segundo ele, levará ao menos três anos para entender e quantificar o real impacto da renúncia de Trump ao principal instrumento mundial de luta contra a mudança climática, que tem como objetivo evitar que o aquecimento global supere os 2 graus Celsius no final deste século, em comparação com os níveis pré-industriais, entre outras metas.

Da Agência Télam via Agência Brasil

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757