Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Reprodução/ Internet
siria1
Pelo menos 35 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas durante bombardeios de aviões militares, que não foram identificados, no leste da província de Deir al Zur, considerada um dos principais redutos do grupo jihadista Estado Islâmico. A informação é da Agência EFE.

Saiba MaisLíderes da Otan aprovam coalizão contra o Estado Islâmico

A organização não governamental (ONG) Observatório Sírio de Direitos Humanos informou que aviões militares fizeram ataques consecutivos em dois pontos da cidade de Al Majadin, no leste da província de Deir al Zur, na fronteira com o Iraque.

O primeiro ataque teve como alvo um prédio de quatro andares onde, segundo a ONG, viviam famílias de integrantes do Estado islâmico. Pelo menos 26 parentes dos radicais, de nacionalidade síria e marroquina, morreram nesse ataque.

O bombardeio causou a morte de quatro civis, entre eles, duas mulheres, um bebê e um homem, além de uma série de mortos e desaparecidos que a ONG não detalhou.

O segundo ataque ocorreu no mercado da cidade e provocou a morte de quatro crianças e uma mulher.

Da Agência EFE

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757